Rio Branco-AC contrata o goleiro Bruno e perde patrocinador

esportes
27.07.2020, 21:37:26
Atualizado: 28.07.2020, 10:18:23
Bruno quando jogava pelo Boa Esporte em 2017 (Cristiane Matto/AFP)

Rio Branco-AC contrata o goleiro Bruno e perde patrocinador

Time vai disputar a Série D do Brasileirão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente do Rio Branco-AC, Valdemar Neto, anunciou a contratação do goleiro Bruno. A equipe vai disputar a Série D do Campeonato Brasileiro e a Copa Verde, além de estar no segundo turno do Campeonato Acreano.

"Olá, torcida rio-branquina e todos aqueles que seguem o Rio Branco nas redes sociais. Quero comunicar a vocês a mais nova contratação do Rio Branco. Eu digo, a maior contratação do Rio Branco esse ano e uma das maiores de sua história. Trata-se do goleiro Bruno Fernandes, ex-Flamengo, que chega na nossa capital essa semana pra vir compor o elenco do Rio Branco nessa temporada", afirmou o presidente, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Horas após a divulgação do acerto do clube com Bruno, o único patrocinador do Rio Branco comunicou que a parceria está suspensa.



Bruno, de 35 anos, foi condenado pela Justiça a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-namorada e modelo Eliza Samudio, ocorrido em 2010. Nesse momento, ele cumpre a pena no regime semiaberto. Antes da condenação, havia defendido Atlético-MG e Flamengo.

O goleiro tenta retomar a carreira, mas por enquanto teve apenas passagens curtas no futebol. No início deste ano, o Operário-MT desistiu da contratação de Bruno após protestos de torcedores. O mesmo aconteceu com o Fluminense de Feira.

Ainda em 2014, o Montes Claros, então na segunda divisão de Minas Gerais, contratou Bruno. No entanto, o goleiro cumpria pena em regime fechado e não pôde atuar.

Já em 2017, após habeas corpus, Bruno acertou com o Boa Esporte e chegou a realizar cinco partidas antes de voltar para a prisão. Em 2019, atuou por meio tempo de um jogo pelo Poços de Caldas. Ambos são de Minas Gerais.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas