Robson Conceição diz que venceu Valdez e pede revanche imediata

esportes
13.09.2021, 16:42:00
Atualizado: 13.09.2021, 16:42:22
Robson, à esquerda, durante a luta contra Oscar Valdez (Mikey Williams/Top Rank Inc)

Robson Conceição diz que venceu Valdez e pede revanche imediata

Manager do baiano, Sergio Batarelli enviou queixa para o Conselho Mundial de Boxe (CMB)

Robson Conceição não engoliu a derrota para o mexicano Oscar Valdez na luta que valia o cinturão dos super-penas do Conselho Mundial de Boxe (CMB), realizada na última sexta-feira (10), em Tucson, nos Estados Unitos. Nesta segunda-feira (13), o manager do boxeador baiano, Sergio Batarelli, enviou uma queixa oficial para à entidade.

Segundo o blog do Baldini, do Estadão, o pedido para que aconteça uma revanche imediata. "Ou, na pior das hipóteses, que o Robson seja elevado à primeira colocação do ranking mundial para ser o desfiante obrigatório do campeão”, disse Batarelli, ao veículo.

A decisão do confronto foi polêmica. O brasileiro foi apontado por boa parte da imprensa internacional como o vencedor - e, inclusive, terminou a luta 'inteiro', enquanto Valdez estava com o rosto bastante machucado. Porém, os três jurados foram unânimes em apontar Valdez como o vencedor: 117 a 110 e 115 a 112 (duas vezes). 

Com o resultado, Robson, de 32 anos, perdeu a invencibilidade na carreira profissional. Agora, ele soma 16 vitórias (oito nocautes) e uma derrota. Já o mexicano se mantém invicto, agora com 30 vitórias, sendo 23 por nocaute.

O baiano, inclusive, vem comandando um protesto nas redes sociais pedindo uma nova luta. E voltou a afirmar que venceu Valdez.

"Oscar, eu fiz uma luta limpa. Eu segui todas as estratégias para te vencer. E eu venci. Isso foi boxe. Você que desrespeitou a mim e todo o boxe com o seu teste positivo no doping. Um 'campeão' precisa respeitar e ser um exemplo. Eu mostrei dentro e fora do ringue quem merece esse cinturão", escreveu.

Protesto de Robson nas redes sociais
(Foto: Reprodução)

Vale lembrar que o mexicano foi flagrado em um exame antidoping, realizado em 13 de agosto, pelo uso de fentermina. A substância é majoritariamente utilizada em medicamentos que cessam o apetite e, consequentemente, atuam de forma eficaz na perda de peso. A contraprova, realizada no último dia 2, também deu positivo.

Valdez, porém, conseguiu manter a luta por uma brecha. A substância foi detectada nos exames recolhidos pela VADA (Associação Voluntária Antidopagem), mas, de acordo com a WADA (Agência Mundial Antidoping), o uso de fentermina só é proibido no período de 24 horas antes da competição. Assim, o comitê da WBC decidiu não punir o mexicano, que negou ter ingerido tal medicamento. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas