Roland Garros muda de data e será realizado em setembro de 2020

esportes
17.03.2020, 13:22:45
Atualizado: 17.03.2020, 13:50:49
Rafael Nadal foi o campeão de Roland Garros em 2019 (Foto: Shutterstock/Reprodução)

Roland Garros muda de data e será realizado em setembro de 2020

Grand Slam da França,que seria disputado em maio, é alterado por pandemia do novo coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A pandemia do novo coronavírus fez mais uma 'vítima' no calendário esportivo mundial: Roland Garros. Em uma decisão inédita na história do tênis, o Grand Slam francês foi adiado por causa dos problemas enfrentados pelo país europeu por causa do Covid-19. Assim, o torneio, que estava previsto para começar em maio, será disputado entre os dias 20 de setembro até 4 de outubro de 2020.

"A crise da saúde ligada ao Covid-19 afeta todas as populações. Para garantir a saúde e a segurança de todos os envolvidos na preparação do torneio, a Federação Francesa de Tênis decidiu organizar a edição 2020 de Roland Garros entre 20 de setembro a 4 de outubro de 2020. Se hoje ninguém pode prever qual será a situação da saúde em 18 de maio, as medidas de contenção em vigor impossibilitam a preparação e a organização nas datas inicialmente planejadas", informou a organização do Roland Garros, em nota no site oficial.

Além de precaução com o contágio do novo coronavírus, o local onde acontece o torneio estava passando por obras, como a adição de teto retrátil na arena Philippe Chatrier, novos acabamentos nas quadras e manutenção dos pisos de saibro. Como a França está praticamente parada, por ordem do governo do país a partir desta terça-feira (17), é improvável que as mudanças sejam concluídas até maio. 

"É uma decisão difícil, mas corajosa, que tomamos durante este período excepcional e evolutivo desde este fim de semana. Agimos de forma responsável e devemos mostrar solidariedade nesta luta pela segurança e saúde de todos", explicou Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Tênis.

Anteriormente, a ATP já tinha paralisado o calendário do tênis masculino por seis semanas, seguido da decisão da WTA de suspender as competições do feminino até o início de maio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas