Sandy & Júnior contam a própria história em série documental

entretenimento
10.07.2020, 06:16:00
Dupla está completando 30 anos de carreira (divulgação)

Sandy & Júnior contam a própria história em série documental

Produção em sete capítulos do Globoplay inclui imagens caseiras dos irmãos, ainda antes de serem profissionais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A muito bem-sucedida turnê de Sandy & Junior realizada no ano passado, com uma média de público de 40 mil pessoas por show, fez muito marmanjo viajar no tempo e se lembrar da época em que era criança ou adolescente, quando dançou ao som de Vâmo Pulá! ou chorou ao som de Imortal, ao pensar na primeira paixão.

Agora, a dupla convida os fãs a fazerem uma nova viagem no tempo, na série documental Sandy e Junior: A História, que chega nesta sexta-feira (10) no Globoplay. Com sete episódios, a atração revira o baú da dupla que começou a carreira em 1990, quando Sandy tinha sete anos e Junior, seis. História para contar, portanto, não falta. Há imagens de vídeos caseiros, antes mesmo de começarem a cantar. A mãe deles, Noely, cedeu mais de 250 DVDs com gravações realizadas em casa e em programas de TV. Além dos irmãos, há entrevistas de familiares e artistas como Ivete Sangalo e Roberto Carlos.

“Sabemos que a vida de Sandy e Junior sempre foi muito exposta durante esses anos, mas nunca partiu da própria dupla contar o que eles viveram, incluindo vida profissional e pessoal. Então, para quem achava que sabia tudo sobre Sandy e Junior, irá se surpreender. Eles abriram a vida deles como nunca tinham feito antes. Além disso, os fãs estão presentes o tempo todo”, explica o diretor Douglas Aguillar, que adianta que um dos episódios inclui com um clipe com imagens feitas por fãs.

Junior confirma que se sentiu à vontade para falar de algumas coisas pessoais porque o diretor é um de seus melhores amigos. “É complicado você chegar para uma pessoa estranha e se abrir. Por isso, com o Douglas, funcionou tão bem”. Sandy diz que se surpreendeu com muita coisa de que não lembrava: “Vejo umas coisas e penso: 'nossa, que incrível!'. Não sabia que era tão legal assim. É como se fosse um álbum da nossa história, mas documentada através de imagens. É como uma terapia”.

Um olhar pessoal
Embora a série não prometa revelar grandes segredos sobre os irmãos, há, segundo eles, um diferencial, já que, desta vez, não é a imprensa que conta a história deles, mas eles mesmos.

“Nossa história sempre foi contada através dos olhos de quem nos observava e que, às vezes, tinha um interesse comercial. Agora, vemos com nossos olhos e vemos como as coisas rebateram na gente”, diz Sandy.

Ainda bastante jovens, os dois, no entanto, já lançaram suas canções nos mais diversos formatos, incluindo LP, K7, DVD e agora chegam ao streaming. Junior, aos 36 anos, brinca com isso: “Eu me sinto um tiozão que diz ‘estamos nos atualizando para os moldes da juventude de hoje’”, diverte-se. O show da turnê chega ao Globoplay dia 17 e sairá em breve também em DVD e CD, atendendo aos fãs da dupla.

Muito felizes com o resultado da turnê - a segunda que mais faturou no mundo no ano passado, quando considerada a média de arrecadação por show -, eles, no entanto, dizem que querem logo retomar a carreira solo. Sandy já tinha uma série de shows agendados, que foram suspensos devido ao isolamento social e também por causa da dedicação aos projetos com o irmão.

Junior não descarta seguir carreira como vocalista: “Passei um tempo como produtor e instrumentista, mas na turnê comecei a ficar mais à vontade como cantor novamente”, diz ele, que já integrou a banda Nove Mil Anjos e a Dexterz, de música eletrônica.

Novela e seriado antigo no Globoplay

A internet tem sido um deleite para quem quer voltar ao passado. Para os fãs da dupla Sandy & Junior, há, além do documentário, outros dois presentes disponíveis no Globoplay. Um deles é a série que levava o nome dos irmãos e era exibida aos domingos. O outro é a novela Estrela-Guia, que tinha Sandy como protagonista e Júnior num papel secundário.

Os irmãos no seriado da Globo, que teve quatro temporadas (foto: Gianne Carvalho/Globo)

O seriado, que estreou em abril de 1999, foi precedido por um programa piloto, exibido no final do ano anterior. A história se passava num colégio em São Paulo. Sandy vivia uma das figuras mais populares da escola e uma espécie de líder dos alunos, por conta da inteligência e do seu temperamento meigo e conciliador. Júnior era o irmão solidário e articulado que tocava bateria e era o DJ da emissora de rádio do colégio. Passaram pelo programa atores já consagrados ou que se consagrariam depois, como Fernanda Paes Leme e Paulo Vilhena. Tarcísio Meira fez uma participação como o pai de Paty, vivida por Fernanda.

Estrela-Guia, que tinha texto de Ana Maria Moretzsohn, estreou em março de 2001. Sandy vivia a adolescente Cristal, que tinha um romance com Tony, um homem tipicamente urbano e workaholic vivido por Guilherme Fontes. Junior era Zeca, um malabarista pobre que, com sua arte, ajudava a sustentar a família.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas