Santos estreia atacante de 15 anos em derrota para o Fluminense

esportes
25.10.2020, 23:51:00
Atualizado: 26.10.2020, 00:38:22
Ângelo no momento em que entrou em campo no Maracanã e fez história (Ivan Storti/Santos FC)

Santos estreia atacante de 15 anos em derrota para o Fluminense

Ângelo é o segundo mais jovem da história a jogar pelo Peixe

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em um confronto direto por uma vaga no G4, o Fluminense se deu melhor. Com gols dos zagueiros Luccas Claro e Nino, ambos de cabeça, e outro de Marcos Paulo, derrotou o Santos por 3x1 neste domingo (25), no Maracanã, pela 18ª rodada, e ascendeu para a quarta colocação. O time carioca chegou aos 29 pontos, com dois a mais do que a equipe paulista, em sexto lugar e parado nos 27.

O gol do Santos foi marcado por Marinho, que usou o número 80 para homenagear Pelé, que celebrou esta idade na sexta-feira (23), e ainda comemorou o seu tento socando o ar, em uma referência ao Rei do Futebol.

Mas o maior destaque santista no jogo foi um estreante: o atacante Ângelo, com apenas 15 anos, 10 meses e 4 dias, se tornou o segundo mais jovem da história a jogar profissionalmente pelo Peixe. Fica atrás apenas de Coutinho em precocidade no clube. O centroavante, parceiro de Pelé no time fantástico da década de 1960, estreou com incríveis 14 anos, 11 meses e 6 dias.

O próprio Pelé, centro das celebrações no Brasil e no mundo por causa do aniversário de 80 anos, é o terceiro da lista. Jogou pela primeira vez quando tinha 15 anos, 10 meses e 15 dias de idade, ou seja, somente 11 dias mais velho do que Ângelo, que neste domingo entrou em campo aos 15 minutos do 2º tempo e teve atuação discreta.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas