Sarah Poncio perde guarda do filho adotivo Josué para mãe biológica

entretenimento
09.12.2021, 15:02:21
A influencer Sarah Pôncio e o filho adotivo Josué (reprodução)

Sarah Poncio perde guarda do filho adotivo Josué para mãe biológica

"Hoje me sinto perdida", postou a influencer no Instagram

A apresentadora e influenciadora digital Sarah Poncio perdeu a guarda do filho adotivo Josué Marcio após a mãe biológica solicitar a guarda da criança. O processo de adoção iniciado por Sarah estava em andamento, mas foi interrompido. De acordo com a assessoria de imprensa de Sarah, a família se encontra numa situação que ninguém deveria vivenciar, a perda de uma criança.

Nas redes sociais, Sarah e a cunhada Gabi Brandt postaram uma série de registros do menino com a família adotiva. Em nota, Sarah diz que se sentiu conectada com Josué desde o primeiro contato de olhares.

"Ninguém consegue explicar o que é ser mãe. Por exemplo, não consigo me visualizar antes dos meus filhos. Eles são, e para sempre serão, uma parte da minha alma. Quando eu encontrei o Josué, eu me tornei mãe mais uma vez. Ao longo de toda nossa experiência, compartilhei todo o amor que pude com esse bebê, que tanto merecia afeto e carinho. Não importa o que digam, eu serei eternamente sua mãe. Eu cuidei dele com zelo, nutri com afago e vivi sua vida em cada célula do meu corpo", portou ela em sua conta no Instagram.

Além de Josué, Sarah Pincio também é mãe de José e João (reprodução)

Sarah também é mãe de José e João, da união com Jonathan Couto. Em fevereiro de 2020, o casal, que ainda estava junto, anunciou que a família iria aumentar. Eles resolveram adotar o sobrinho de sua babá, Cynthia Santos, que pediu apoio dos patrões para ajudar a criança, que, até então, tinha uma vida humilde em Fortaleza, no Ceará, onde vivia. 

"Hoje, me sinto perdida. As imagens parecem borradas e as palavras só barulhos. Eu perdi um filho. Me foi tirado meu filho! Estou quebrada por dentro, como se minha casa tivesse sido invadida e meu lar, que sempre me proporcionou segurança, tivesse sido violado. Preciso encontrar forças. Meus outros filhos dependem disso. Mas por hora, só consigo orar. Pedir a Deus que acompanhe o meu filho e nunca o desampare. E quando precisar, estarei aqui. Pois uma mãe, jamais deixa de ser mãe. O nosso amor não tem distância, validade ou DNA. O nosso amor, o MEU amor, é incessante, inalterável e infinito", finalizou Sarah.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas