Satélite: com queda de popularidade de Dilma, Aécio cresce no NE, diz pesquisa

satélite
16.10.2015, 04:35:00

Satélite: com queda de popularidade de Dilma, Aécio cresce no NE, diz pesquisa

A onda de impopularidade contra o governo Dilma Rousseff fez o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) virar de vez o jogo na Bahia, mais forte reduto do PT entre os maiores estados brasileiros. É o que aponta a nova pesquisa do Instituto Paraná sobre as intenções de votos dos baianos para a sucessão presidencial de 2018. De acordo com o levantamento, o tucano lidera em todas as simulações de páreo para os dois turnos eleitorais. Na primeira, aparece com 30,4%, contra 27,5% do ex-presidente Lula (PT) e 18,8% da ex-senadora Marina Silva (Rede) . A sondagem anterior, publicada pelo CORREIO em julho,  colocava Aécio três pontos percentuais abaixo de Lula.  Já no cenário em que o candidato do PT é o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, o presidenciável do PSDB lidera com folga: 32,6%, ante 21,5% de Marina e 20,3% do petista. No confronto direto, o mineiro venceria Wagner, Lula e Marina com 13, dez e oito pontos percentuais de vantagem, respectivamente.

Antipatia em alta
O Instituto Paraná mediu também o índice de rejeição do eleitorado baiano aos três principais presidenciáveis. No universo de 1.325 entrevistados em 70 municípios do estado, 48% disseram não votar em Lula de jeito nenhum. Marina aparece em segundo, com 36,4%, seguida por Aécio, citado por 29,2%.

Bloco do adeus
A pesquisa confirmou ainda o  amplo apoio dos eleitores do estado a um eventual impeachment da presidente Dilma. Segundo o instituto, 68% se dizem a favor da ação, 0,3 ponto percentual a menos que julho. Outros 23,7%  são contrários. O levantamento, realizado entre os últimos dias 9 e 14, tem margem de erro de três pontos.

Tambores a postos
Interessados na aprovação do projeto de lei que isenta terreiros de candomblé e umbanda de pagar IPTU em Salvador, líderes de religiões de raiz africana começaram a pressionar a Câmara de Vereadores. Querem que base governista e oposição fechem acordo e votem a matéria ainda este mês, a tempo de livrá-los do tributo, que incide a partir de janeiro de cada ano.  A cobrança é maior sobre parlamentares do PT e do PCdoB ligados à área de direitos humanos e movimentos de combate à intolerância religiosa. O benefício, no entanto, está atrelado à proposta que institui o parcelamento do Imposto de Transmissão Intervivos (Itiv) para imóveis novos, mas a bancada oposicionista só aceita negociar se a medida abranger os usados.

Efeito borboleta
Após cinco meses na fila para emplacar um afilhado no comando da Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) na Bahia, o deputado José Carlos Araújo (PSD) foi contemplado pelo Palácio do Planalto. Sai o atual chefe do órgão, Carlos Amorim, entra Fernando Ornelas,  ex-gerente-executivo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na Bahia e Sergipe.  Coincidência ou efeito de barganha política, o parlamentar ganhou o cargo no rastro do pedido de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentado ao Conselho de Ética da Casa, presidido justamente por Araújo.  Embora negue que o presente tenha ligação com a manobra do Planalto para blindar Cunha no conselho, nem a gramado do Congresso acredita.

Meu destino político agora só após a liberação do TRE

Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa, ao anunciar que pediu desfiliação do PDT, mas que vai aguardar a autorização da Justiça Eleitoral antes de se filiar a uma nova legenda

Pílula
* A senadora Lídice da Mata saiu fortalecida da reunião com a direção nacional do PSB, anteontem. Prevaleceu sua tese de que independência é mais negócio que virar oposição.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas