Fique atento aos cuidados básicos para correr com segurança

Maratona de Salvador
13.08.2018, 00:05:00
Atualizado: 15.08.2018, 01:05:33
(Shutterstock)

Fique atento aos cuidados básicos para correr com segurança

Confira as dicas dos especialistas e programe-se

Se você ainda não é adepto da atividade física e está lendo esta matéria, adiante o passo e entre neste universo: sua saúde agradece. A Organização Mundial de Saúde (OMS), inclusive, recomenda que todas as pessoas pratiquem um mínimo de exercício físico. No caso das consideradas atividades intensas, como é a corrida, a OMS sugere que sejam praticadas por ao menos 75 minutos por semana, em sessões com durações mínimas de 10 minutos. Então é só colocar o tênis no pé e partiu corrida? Calma, não é bem assim.

Caso o objetivo seja começar a correr de forma leve e não existam queixas ou sintomas prévios de doenças, a ausência de um uma avaliação médica específica prévia (para pessoas jovens) não é um impedimento para começar. Já para homens com mais de 40 anos e mulheres acima dos 50 anos, ou que independentemente da idade tenham sintomas ou fatores de risco, para esportistas ou atletas, é recomendada uma avaliação chamada pré-participação esportiva. Só uma explicação rápida: esportista é o indivíduo que pratica atividade física de maneira regular, de moderada a alta intensidade, competindo eventualmente, porém sem vínculo profissional com esporte. Ou seja, pessoas que participam de grupos de corridas, que fazem Crossfit ou outras tantas atividades regulares.

Essa avaliação é realizada por um médico do esporte ou um cardiologista. “Em uma consulta com o médico do esporte, tudo depende muito dos objetivos do paciente. No caso de pacientes que desejam apenas praticar corrida com segurança fazemos uma avaliação pré-participação visando avaliar e prevenir principalmente o risco de morte súbita e lesões ortopédicas. Porém, pacientes que já visam algum tipo de performance, emagrecimento, melhora de qualidade de vida, entre outros, já fazemos uma avaliação mais minuciosa, verificando inclusive hábitos alimentares, parâmetros sanguíneos (a exemplo de diabetes e colesterol), avaliação física, biomecânica, entre outros”, explica a médica do esporte Nathália Figueiredo, que atua no Esporte Clube Vitória e nas seleções brasileiras de futebol feminino e atletismo.

Morte súbita
A análise cardiovascular nesta avaliação pré-participação esportiva envolve três exames: o teste ergométrico; o teste cardiopulmonar, que é semelhante ao ergométrico, porém com análise de gases da respiração, o que permite uma análise mais real da aptidão cardiorrespiratória do indivíduo; e por fim o ecocardiograma, exame que possibilita a checar a anatomia do coração, avaliando as válvulas e a presença de doenças estruturais que podem desencadear em uma morte súbita.

“Uma das principais causas de morte súbita durante atividade esportiva é não respeitar os próprios limites. Ouvir e entender o que seu corpo está tentando dizer é fundamental. O atleta amador tem a desvantagem de conhecer menos o seu corpo e ter mais dificuldades de perceber quando determinado incomodado é algo sem grande relevância ou quando pode ser um sinal de um problema mais grave. Por isso que é recomendado respeitar os próprios limites. Sempre que perceber algo diferente durante uma atividade física como dor no peito, falta de ar desproporcional ao esforço realizado, tontura, palpitações e perda da capacidade de realizar a mesma atividade que realizava antes, deve parar a atividade e procurar fazer uma avaliação profissional”, orienta o cardiologista Fábio Almeida.

A análise cardiovascular pré-participação esportiva envolve três exames: teste ergométrico, teste cardiopulmonar e ecocardiograma (Foto: divulgação)

Com cautela surgem os benefícios
Exercício aeróbico base para a maioria dos outros esportes, a corrida traz realmente benefícios à saúde desde que seja praticada com certa cautela. Ou seja, quando a corrida excede os parâmetros individuais de cada um, seja por falta de avaliação prévia, falta de acompanhamento, ou até mesmo pela própria empolgação do corredor, ela pode trazer alguns riscos à saúde, como é o caso de lesões ortopédicas crônicas por conta de algumas sobrecargas.

“Sempre falo com meus pacientes que assim como um bebê aprende a andar em um ano, depois de mais uns seis meses ele começa a dar pequenos tiros, e mais na frente a criança começa a correr... É como se os músculos que participam da corrida fossem se desenvolvendo ao longo do ‘treinamento infantil’, e o mesmo deve ocorrer com os adultos. A corrida deve ser desenvolvida e aprendida. Parece simples colocar um tênis e sair correndo que nem Forest Gump, mas é aí onde aparecem o grande número de lesões entre os corredores. Porém, quando a corrida é bem acompanhada, praticamente só trás benefícios aos praticantes, seja eles de saúde física e mental”, acrescenta Nathália Figueiredo, que também é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade de São Paulo (USP) e Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Aí vem a pergunta: com quanto tempo aparecem os primeiros benefícios da corrida? “No primeiro dia (risos)”, responde, de bate-pronto, Nathália. “Por mais que a pessoa não goste de correr, depois de uma corrida ela geralmente se sente bem. Sente a sensação de bem estar, porque produziu endorfina, um neurotransmissor que trás felicidade. Porém, benefícios maiores à saúde são percebidos quando o praticante mantém o exercícios por pelo menos 2 semanas. A frequência cardíaca e respiratória tendem a baixar, a pressão sanguínea a se manter estável, os músculos mais rígidos e mais fortes”, completa.

O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-entrevista-carolina-dieckmann-diz-que-ja-beijou-mulher/
Ela também disse que nunca usou botox e que se acha mais bonita hoje do que quando mais nova
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/extremamente-arrependidos-diz-defesa-do-casal-que-agrediu-baiano-de-6-anos-no-df/
Advogado Rafael Pitzer informou que clientes receberam ameaças de morte
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/conheca-a-historia-de-joao-gabriel-goleiro-do-vitoria-ate-2021/
Cria da base, sergipano deixou a Toca em 2012; de volta, reencontrou ex-treinador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/empresario-baiano-acusado-de-sonegacao-milionaria-e-preso-no-rio/
Dívida de dono da antiga Sandpiper é de quase R$ 4 milhões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/duda-beat-apresenta-sua-sofrencia-pop-pela-primeira-vez-em-salvador/
A pernambucana foi considerada a artista revelação do ano pela APCA
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mae-defende-mulher-que-agrediu-menino-baiano-no-afa-do-momento/
Ela usa como justificativa, ainda, que a criança teria xingado sua filha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/alunos-da-ufba-apresentam-purificador-de-agua-que-usa-luz-solar-para-investidores/
Projeto Aqualuz é um dos destaques de evento na USP, nesta sexta (14)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/casal-baiano-e-condenado-nos-eua-por-participar-de-sequestro-do-neto/
Carlos e Jemima Guimarães pegaram penas consideradas brandas
Ler Mais