Seleção do Afro Fashion Day reuniu 77 modelos no Shopping Barra

correio afro
24.09.2021, 21:40:00
Atualizado: 24.09.2021, 21:50:40
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Seleção do Afro Fashion Day reuniu 77 modelos no Shopping Barra

Selecionadas e selecionados vão se juntar aos 8 modelos que passaram pela seletiva do TikTok

Um ano de hiato imposto pela pandemia. Foi esse o período em que o Afro Fashion Day não pode fazer seletivas presenciais. Isso mudou: neste 24 de setembro de 2021, 77 modelos de 15 agências baianas foram para o Shopping Barra tentar entrar na passarela mais negra do Brasil. 

Esses modelos se juntaram aos 8 selecionados anteriormente. Além dos 6 que passaram na seletiva com os votos populares e de jurados, a produção também convidou os dois mais votados no TikTok para participar da passarela: Felipe Reis, o Felupz, de 21 anos; e Carine Negresca, de 15.

Mesmo com poca idade, Carine não será a caçula da passarela. O posto segue com Alice Vitória, de 13 anos, e seus 1,74 que viram quase 1,80m quando a adolescente está de salto.

Carine, Felupz e Alice também fizeram um primeiro teste de passarela junto aos outros selecionados pelo TikTok: Thulasi Hindra, Monique Reis, Bruno Maria, Lucas Cabral e Albert Wood.

Grupo de selecionados pelo Tik Tok desfilou para produção do Afro (Foto: Marina Silva/CORREIO)

A seleção presencial foi realizada pelo curador do Afro, Fagner Bispo, e pela jornalista Gabriela Cruz. O resultado sai até o início da próxima semana. Serão 24 moças e 14 rapazes.

Fagner comemorou poder colocar mais gente na passarela e também a oportunidade de ver os modelos antes do evento. "É importante. A gente vê como está a pele, o cabelo, a desenvoltura na passarela, também aproveita para dar algumas dicas e conhecer rostos novos sem ser somente por foto, como estava acontecendo de forma majoritária na pandemia", disse o curador.

Gerente de Marketing do Shopping Barra, Karina Brito afirmou que todo apoio e patrocínio oferecido pelo centro comercial ao Afro Fashion Day é uma maneira de contribuir para a revelação de talentos na moda. Além do Afro Fashion Day, o shopping também investe no Barra Fashion, com o intuito de revelar pessoas em toda a cadeia produtiva da moda: modelos, estilistas, camareiras, produtores.

Depois de fazer o teste de passarela, os oito modelos já selecionados ainda circularam pelo Barra deixando fechação por onde passavam e gravando material de divulgação para o Afro Fashion Day. Carão, pose pra foto e bastidores de reels foram gravados pela equipe do CORREIO e do Shopping Barra.

"Desde o ano passado a gente patrocina o evento, estamos presentes no Afro Fashion Day mesmo em uma dinâmica diferente. Tem tudo a ver com o nosso propósito, com o que pregamos e a comunhão com a causa Afro, a luta por diversidade. Numa cidade tão negra como Salvador, não há nada mais natural do que estar próximo desse público", disse Karina Brito, gerente de marketing do Barra.

(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

A ideia do Afro Fashion Day surgiu há seis anos, fruto da imaginação do então diretor-executivo do Jornal CORREIO, Sérgio Costa, falecido em março de 2016. Idealizadora do projeto, Gabriela Cruz aponta que uma das prioridades era fazer o evento num lugar de fácil acesso e aberto ao público. 

O nome de Passarela Mais Negra do Brasil não é  só  'de boca'. O casting do AFD é composto inteiramente por pretas e pretos. Na edição de 2019, foram 64 profissionais desfilando. Na edição de 2021, a ideia da produção é ter entre 46 e 50 modelos na passarela.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas