Seleção feminina massacra o México em amistoso no Itaquerão

esportes
13.12.2019, 09:59:00
Atualizado: 13.12.2019, 10:00:00
Bia Zaneratto durante o jogo contra o México (Lucas Figueiredo / CBF)

Seleção feminina massacra o México em amistoso no Itaquerão

Bia Zaneratto fez três gols

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em preparação para a Olimpíada de 2020, a seleção brasileira feminina venceu o primeiro de dois amistosos com o México neste fim de ano. Na notie de quinta-feira (12), triunfou por 6x0 no Itaquerão, em São Paulo, em jogo que atraiu apenas 4.993 torcedores pagantes ao estádio. Bia Zaneratto foi o destaque do duelo ao marcar três gols na etapa final.

A seleção não teve dificuldade para conquistar a vitória, tanto que abriu o placar logo aos nove minutos do primeiro tempo. No lance, Debinha acionou Duda na ponta direita. A atacante, uma das novidades da convocação da técnica Pia Sundhage, avançou sem marcação e chutou alto e cruzado da grande área para fazer 1 a 0.

Soberana em campo, com movimentação constante no ataque, a seleção teve dois gols anulados durante o primeiro tempo e ainda realizou vários lances de efeito, com passes de letra, chapéu e canetas, empolgando a torcida. E marcou pela segunda vez aos 40, após falha da defesa mexicana, que chegou a roubar a bola de Bia Zaneratto, mas se atrapalhou, deixando a bola novamente com a atacante, que rolou para Debinha finalizar e fazer 2 a 0.

Na etapa final, Pia promoveu várias alterações. A equipe, então, não conseguiu repetir o ritmo do primeiro tempo, mas também não correu muitos riscos. E marcou mais quatro gols, aproveitando-se da fragilidade da defesa mexicana. O primeiro saiu aos 25 minutos, dessa vez com Bia Zaneratto. Após cruzamento de Andressinha, Gabi Zanotti desviou na segunda trave para a pequena área, com Bia só empurrando a bola para as redes.

A atacante voltaria a aparecer aos 37 minutos. Ela avançou até a grande área, driblou a marcadora e chutou cruzado, no canto esquerdo da meta mexicana, fazendo 4 a 0. Aos 42, Bia tocou para Millene, que dominou e bateu para as redes. Depois, aos 45, Andressinha cruzou para Bia cabecear às redes.

As seleções brasileira e mexicana voltarão a se enfrentar no domingo (15), no estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara-SP. Será o último compromisso do Brasil em 2019, sendo que o time ainda está invicto nos 90 minutos regulamentares, embora tenha perdido dois duelos nos pênaltis. São, no total, cinco vitórias e dois empates em sete duelos sob o comando da treinadora Pia Sundhage.

O Brasil jogou com Letícia; Fabiana (Poliana), Erika (Tayla), Bruna Benites e Tamires (Fernanda); Luana (Gabi Zanotti), Andressinha, Duda (Aline Milene) e Debinha; Bia Zaneratto e Cristiane (Millene).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas