Sem vitória em amistosos, Brasil cai no ranking da Fifa

esportes
19.09.2019, 11:22:00
Atualizado: 19.09.2019, 15:48:15
Sob o comando de Tite, a seleção brasileira perdeu posição para a França no ranking da Fifa (JUAN MABROMATA / AFP)

Sem vitória em amistosos, Brasil cai no ranking da Fifa

A seleção brasileira perdeu o 2º lugar para França

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O empate contra a Colômbia e a derrota para o Peru em amistosos realizados neste mês nos Estados Unidos custaram caro à seleção brasileira no ranking da Fifa.

Na nova atualização da lista feita pela entidade, divulgada nesta quinta-feira (19), o time comandado pelo técnico Tite caiu uma posição e agora está em terceiro lugar. Foi ultrapassado pela França, que venceu duas partidas pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020 neste mesmo período levado em conta para definir a pontuação das seleções.

Em relação ao ranking de julho, último mês em que a Fifa atualizou anteriormente a sua listagem, o Brasil caiu de 1.726 para 1.719 pontos, enquanto os franceses subiram de 1.718 para 1 725. A liderança segue com a Bélgica, que também obteve duas vitórias pelas Eliminatórias da Eurocopa recentemente e está no momento com 1.752.

A atualização do ranking em setembro leva em conta os resultados da última data Fifa, que contou com 78 amistosos oficiais, 60 jogos eliminatórios para a Copa do Mundo de 2022, que será no Catar, e 74 partidas qualificatórias para competições continentais (Eurocopa de 2020 e Copa da Ásia de 2023).

Outra seleção que subiu na lista deste mês foi Portugal, do atacante Cristiano Ronaldo, passando do sexto para o quinto lugar - ultrapassou o Uruguai, que disputou amistosos nos Estados Unidos. Os outros países que ocupam o Top 10 são: Inglaterra (quarta posição), Espanha (sétima), Croácia (oitava), Colômbia (nona) e Argentina (10ª).

Grandes seleções mundiais ainda estão abaixo do Top 10. São os casos da Holanda, em 13º lugar, da Itália, em 15º, e da Alemanha, em 16º. O Peru, atual vice-campeão da Copa América e que derrotou o Brasil no amistoso realizado em Los Angeles, ocupa a 19ª colocação.

O maior avanço entre agosto e setembro foi obtido pela seleção de Granada, que subiu 13 colocações e passou para a 160ª posição. As maiores quedas ocorreram com a Nicarágua e com Eswatini (antiga Suazilândia), que caíram 11 colocações. O país da América Central está na 148ª posição e o da África, na 150ª.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas