Sérgio Machado, Lázaro Ramos e outros artistas se despedem de Paulo José: "Eterno"

entretenimento
11.08.2021, 23:24:33
Atualizado: 12.08.2021, 00:00:27
(Reprodução/Gshow)

Sérgio Machado, Lázaro Ramos e outros artistas se despedem de Paulo José: "Eterno"

Fãs e colegas lamentam morte de um dos maiores artistas do país; No cinema, ele viveu, entre tantos personagens, Quincas Berro D'Água, criação de Jorge Amado

A morte do ator e diretor Paulo José, ícone do cinema, do teatro e da televisão deixou de luto toda a cultura brasileira. Pelas redes sociais, artistas e fãs lamentaram a morte do ator de 84. Paulo conviveu com o Mal de Parkinson por mais de 20 anos. Ele estava internado há 20 dias e faleceu em decorrência de uma pneumonia. Deixa esposa e quatro filhos: Ana, Bel e Clara Kutner, de seu relacionamento com a atriz Dina Sfat, além de Paulo Henrique Caruso.

Sua última aparição na TV foi como o vovô Benjamin na novela "Em Família" (2014), de Manoel Carlos. Ele interpretou o pai de Virgílio (Humberto Martins) e, como na vida real, seu personagem sofria de Mal de Parkinson.

O cineasta baiano Sérgio Machado, que dirigiu Paulo José em Quincas Berro d'Água, chamou o ator de um "gigante da cultura brasileira". "Uma das pessoas mais doces e brilhantes que eu tive a sorte imensa de conhecer. Um mestre, um gigante da cultura brasileira", escreveu em sua conta no Instagram.

Já o ator e também diretor baiano Lázaro Ramos agradeceu "por tudo" e chamou Paulo de "inspirador" e "gênio". "Que perda. Um dos maiores atores desse país. Uma convivência agradável, um homem inspirador, um gênio com as palavras. Nunca esquecerei seus momentos tocando piano, suas lanternas e suas conversas sábias e bem humoradas. Descanse em paz querido mestre. Obrigado por tudo", escreveu Lázaro.

 
Diretor e parceiro de Paulo José em cena no filme O Palhaço,  Selton Mello chamou o ator de "Pai Aço" e disse que Paulo é eterno. "
"Paulo
Mestre das coisas visíveis e invisíveis
Você não andava, você voava
E continuará voando através de sua ARTE
Você foi tantos, divertiu e comoveu tantos
Você me guiou, me encantou, me transbordou
Inspirou tantas pessoas, uma honra ser uma delas
Você é eterno
Sua passagem por aqui foi brincante
Leve
Fazia o difícil parecer simples
Brilhante
Gentileza dos sentidos, apurada imaginação
Gigante plantador de sonhos e sementes
Nunca desistiu de sua capacidade poética
Rei do limite entre a técnica e a fabulação
Registrou o tempo
Sua memória fica conosco
Expressão máxima da Cultura Brasileira
Suas raízes seguirão intactas
Bel, Aninha, Clara, Kika, todo o meu amor
Paulo, meu pai aço,
você é para SEMPRE"
Selton Melo diz que Paulo José é eterno e Luana Xavier lamenta morte de mais um artista da cultura brasileira (Foto: Reprodução)

A atriz Luana Xavier também lamentou a morte de Paulo José e lembrou de outros artistas da "velha guarda" que morreram recentemente, como sua avó Chica Xavier, Gésio Amadeu, Nicette Bruno, Eva Wilma, Camila Amado e Orlando Drummond".

"Pela lei natural da vida primeiro partem os mais velhos. Mas tem sido muito difícil pra minha geração de atrizes e atores lidar com a perda de tantas referências artísticas. Partiram pro Orum no último ano: Chica Xavier, Gésio Amadeu, Nicette Bruno, Eva Wilma, Camila Amado, Orlando Drummond (e tantos outros) e agora perdemos o gigante Paulo José. Eu lembro de muitos trabalhos dele. Mas sou apaixonada por “Quincas Berro D’água” e “O Palhaço”, filmes em que este irretocável ator nos brindou com emoção e gargalhadas. Fica aqui meu abraço na família, mas também meu abraço em um de seus maiores pupilos, meu diretor @seltonmello. “ o que eu posso garantir é que se aqui na Terra ficamos órfãos, certamente o céu está com um palco lotado de grandes estrelas e muitos aplausos estão surgindo por lá. Que todas as deusas e deuses te recebam com muita pompa e circunstância, queridíssimo Paulo José", escreveu.

Baiano Sérgio Machado e as atrizes Cláudia Abreu e Patrícia Pillar lamentaram a morte do ator (Foto: Reprodução)

A atriz Cláudia Abreu lembrou de um dos seus primeiros trabalhos sob direção de Paulo José e disse que o Brasil perdeu um grande artista. "Quando eu ainda estudava teatro no Tablado, passei para um teste de comercial e o diretor era o Paulo José. Nunca me esqueci de sua delicadeza e de sua paciência ao me dirigir quando eu ainda era uma garota. Depois nos encontramos muitas vezes pela vida, mas nunca trabalhamos juntos. Perdemos hoje mais um grande artista, grande mesmo. Bel, Ana, Clara, Davi e Kika, deixo aqui todo o meu carinho", escreveu nas suas redes sociais.

A também atriz Patrícia Pillar escreveu que o Brasil perdeu um dos maiores atores da história. "Perdemos um dos maiores atores brasileiros de todos os tempos, o Paulo José. Ser humano generosíssimo e um ator brilhante. Seus personagens podiam ser leves e profundos ao mesmo tempo. Um artista gigante! Fará muita falta pra nós! Fica aqui meu carinho para suas filhas e seus amigos neste momento".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas