Série As Five traz de volta elenco de Malhação: Viva a Diferença

entretenimento
12.11.2020, 05:55:00
As Five: Série (Foto: João Cotta/TV Globo)

Série As Five traz de volta elenco de Malhação: Viva a Diferença

Produção original Globoplay tem assinatura de Cao Hamburger e estreia nesta quinta (12)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A nova  série original  Globoplay, As Five, estreia nesta quinta (12) na plataforma, trazendo de volta o elenco do sucesso Malhação: Viva a Diferença: a trama é protagonizada por   Keyla (Gabriela Medvedovski), Ellen (Heslaine Vieira), Lica (Manoela Aliperti), Tina (Ana Hikari) e Benê (Daphne Bozaski) , que se reencontram após seis anos sem se verem.

 Enquanto suas vidas voltam a se embaralhar na Grande São Paulo, elas percebem aos poucos que a afeição, o companheirismo e a afinidade permanecem  intensos. Agora, no entanto, os desafios são mais complicados. Na faixa dos 25 anos, todas estão às voltas com conflitos pessoais, amorosos e profissionais de naturezas bem distintas. A transição para a vida adulta acontece em meio a muitas incertezas, e estarem juntas faz com que elas se sintam mais fortes para enfrentar o que vem pela frente.


“Através das redes sociais, o público pedia muito por uma continuação, mesmo bastante tempo depois de Malhação: Viva a Diferença terminar. Então, para viabilizar o projeto, pensei em uma forma de fazer algo diferente com elas, e veio a ideia de mostrar as personagens em outro momento da vida, não ser uma continuação direta”, comenta Cao Hamburger, autor da obra. Ele assina o texto com Vitor Brandt, Jasmin Tenucci, Luna Grimberg, Ludmila Naves e Francine Barbosa. A direção é de Dainara Toffoli, Rafael Miranda, Natalia Warth e José Eduardo Belmonte. 

Confira entrevista com Cao Hambuerger, que fala do prazer de retomar a história, premiada com o Emmy Internacional.

Como foi o reencontro com as personagens? Quais os conflitos de cada uma no momento em que a série começa?

Foi ótimo porque abordamos a idade que as atrizes têm agora. Chamei as cinco para conversar antes de começar a escrever e usei vivências delas como fonte de pesquisa para a série. Quando a história começa, encontramos a Tina no momento em que ela perde a mãe e vive um relacionamento desgastado com o Anderson. Profissionalmente está indo muito bem, mas se deixa levar pelo deslumbre das redes sociais, é a personagem que vai falar da ansiedade que esse universo traz. A Lica está perdida na vida, já abandonou três faculdades. Mora sozinha, mas a mãe ainda lava suas roupas, e não consegue assumir compromissos, seja na esfera de trabalho ou emocional. Ela também demonstra baixa tolerância a enfrentar decepções e tem uma certa prepotência que faz com que não se dê conta de tudo isso. Já a Ellen assume seus compromissos com muita rigidez e vive grande pressão na carreira acadêmica que construiu nos Estados Unidos. Quando volta ao Brasil, percebe que precisa equilibrar melhor a vida e não se afastar tanto de sua origem simples, da periferia. Benê começa a série com a vida organizada, morando com o namorado, e vivendo da música, mas logo se separa e fica sem ter onde morar. Keyla vive as dificuldades de criar um filho sozinha, esqueceu seus sonhos e desejos e reencontrando as amigas vai buscar o estímulo para retomar não apenas o sonho profissional, mas a sociabilidade.
 

Quais são as principais diferenças de linguagem entre o programa da TV e a série? 

Como são poucos episódios, a dramaturgia tem que ser mais precisa, a direção e a interpretação também. Cada cena tem que contar mais, então cada detalhe é mais importante. Por outro lado, o público de uma série com poucos episódios não gosta quando você entrega a história mastigada, com todos os passos. O público gosta de preencher lacunas da história por si. Quer fazer parte da construção da narrativa. Por isso temos mais tempo para gravar cada cena, precisamos chegar nessa precisão maior. Nas primeiras conversas que tive com as protagonistas, lembramos da essência das personagens e de como elas seriam na idade adulta. Pedi para elas fazerem um esforço de zerar o registro de interpretação das personagens adolescentes. Acho que, para elas, foi mais difícil do que se fossem personagens novos.
 

O que o público pode esperar desse trabalho?

Acho que o público vai se identificar muito com as histórias, criadas com base em vivências reais que ouvimos. A série tem muita emoção, drama e humor,  afinal, a vida é dramática e engraçada ao mesmo tempo. A amizade das protagonistas, em um mundo em que as pessoas têm mil seguidores mas a amizade verdadeira é rara, pode emocionar.

João Cotta/TV Globo
A série As Five, que estreia no Globoplay, traz de volta o elenco de Malhação: Viva a Diferença

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas