Simone Biles cita saúde mental e põe em dúvida presença em final individual

esportes
27.07.2021, 13:27:44
Atualizado: 27.07.2021, 13:40:30
(AFP)

Simone Biles cita saúde mental e põe em dúvida presença em final individual

"Preciso me concentrar no meu bem-estar, há vida além da ginástica", afirmou

A americana Simone Biles desistiu de competir na final por equipes da ginástica em Tóquio, nesta terça-feira (27), depois de cometer um erro no salto. Em coletiva depois que a equipe americana conquistou a prata, ela afirmou que desistiu porque não queria arriscar as chances do time e falou que não estava com um bom estado mental para participar. 

"Eu senti que seria melhor que eu me afastasse... Eu não queria arriscar uma medalha do time, porque elas trabalharam duro demais para eu estragar tudo", afirmou.

Simone disse que a prioridade é seu bem-estar. "Preciso me concentrar no meu bem-estar, há vida além da ginástica. Infelizmente aconteceu nesse palco. Esses Jogos Olímpicos têm sido muito estressantes... Uma longa semana, um longo ciclo olímpico e um longo ano. Eu acho que estamos todos muito estressados. Nós deveríamos estar nos divertindo e esse não é o caso", disse ela. "Eu nunca me senti assim antes. Quando eu cheguei aqui eu pensei: a mentalidade não veio. Eu tive que deixar as meninas fazerem".

Biles colocou em dúvida sua presença na final individual da próxima quinta-feira (29).“Depois da apresentação que fiz, eu simplesmente não queria continuar”, disse Biles, tentando conter as lágrimas, segundo a agência Reuters. “Vamos ver sobre quinta-feira.”

Mais cedo, quando anunciou que Biles não iria competir, a confederação americana divulgou nota afirmando que ela tinha um "problema médico" e seria reavaliada diariamente para decidir se iria participar das provas.

Conquista da prata
Apesar da participação de Simone em apenas um aparelho, os EUA ainda garantiram a prata na disputa por equipes - ouro ficou com as russas. Biles disse estar orgulhosa das companheiras pela conquista.

"As meninas assumiram a responsabilidade e fizeram o que elas tinham que fazer. Eu devo a essas garotas, isso não teve nada a ver comigo. (...) As emoções estavam uma bagunça, mas olha o que elas fizeram sem mim, elas são medalhistas de prata das Olimpíadas", afirmou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas