Só para no Carnaval: Santa Bárbara é pontapé inicial para festas populares

bahia
04.12.2018, 05:00:00
Atualizado: 04.12.2018, 07:06:09

Só para no Carnaval: Santa Bárbara é pontapé inicial para festas populares

De dezembro a março, Salvador irá receber  3,7 milhões de turistas atraídos pelas festas e pelo Verão

O cheiro de alfazema no ar e o tapete de pétalas vermelhas que cobrem as ruas do Pelourinho anunciam a chegada oficial das festas populares em Salvador. É com a Festa de Santa Bárbara, nesta terça-feira (4), que o ciclo de festividades se inicia, passando ainda pela Conceição da Praia, no próximo dia 8, Lavagem do Bonfim (17/1) e Festa de Iemanjá, em 2 de fevereiro. Agora, o calendário de festas populares só termina daqui a quatro meses, em março, com o Carnaval. 

Há 10 anos considerada Patrimônio Imaterial da Bahia, a Festa de Santa Bárbara, a padroeira dos bombeiros, já soma mais de 300 anos, sendo comemorada sempre no dia 4 de dezembro. A celebração tradicional é o pontapé para um período de grande movimentação na cidade - inclusive econômica.

De dezembro a março, Salvador irá receber  3,7 milhões de turistas, estima a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). O número é 8% maior que o registrado em 2017, quando aproximadamente 3,4 milhões de turistas desembarcaram na capital. Sinal de hotéis cheios, comércio, bares e restaurantes movimentados e ainda de possibilidade de trabalho para vendedores ambulantes, que podem se cadastrar para atuar durante as festas no site www.sca.salvador.ba.gov.br.

“As festas populares evidenciam o nosso patrimônio cultural, religioso e o sincretismo, que fazem de Salvador um destino único”, diz o secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Claudio Tinoco.

Embora a temporada de festejos comece, oficialmente, com a alvorada às 5h desta terça (4), os preparativos para saudar Santa Bárbara começaram bem antes. Conhecida por proteger os devotos durante as tempestades, Iansã, como é chamada no candomblé, recebe homenagens em vários pontos da cidade.

Eparrei, Oyá!
Dona Isabel Batista, que há 20 anos está à frente do Mercado de Santa Bárbara, na Baixa dos Sapateiros, não só começou os preparativos mais cedo, como até antecipou parte da programação. O caruru, servido sempre no dia 4 de dezembro, este ano foi antecipado para o dia 2.

“Passam por aqui mais de 10 mil pessoas, que se amontoavam para conseguir um prato. Era tanta confusão que decidimos antecipar”, contou Dona Isabel.

No mês de dezembro, a rotina no Mercado de Santa Bárbara fica diferente, movimentada. Todos se voltam aos preparativos da festa, desde a decoração da capela até o caruru, que é sempre distribuído pelos comerciantes. 

Dona Isabel é filha de Iansã e garante: só tem a agradecer
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Filha de Iansã, dona Isabel só tem a agradecer. “Por cinco vezes, eu morri e revivi. Por isso hoje agradeço todos os dias a ela. Eu, hoje, não tenho nada a pedir”, contou. Ainda segundo a fundadora do espaço, “os comerciantes passam por dificuldades e os festejos de Santa Bárbara, além de serem um reflexo da fé, servem também para dar visibilidade ao mercado”. 

Assim como dona Isabel, muitos fiéis já começaram a acender velas, fazer pedidos, agradecer e alimentar a fé. Um deles foi Edvaldo Alves dos Santos, 62, que nesta segunda-feira (3) mesmo foi à capela rezar, depois de comprar sua vela vermelha. “Eu sou devoto desde que nasci e todos os anos venho acender a vela e acompanhar a procissão do dia 4. No final, termino o dia em uma festa de candomblé, ouvindo os batuques”, afirmou.

A vela de seu Edvaldo é uma das que enfeitam a capela do Mercado de Santa Bárbara. Além dela, há muitas flores e arranjos, tudo organizado minuciosamente pelo decorador Osvaldino Bonfim Costa, 58, há 35 trabalhando na organização de eventos religiosos. “Eu sou instrumentista industrial e formado em contabilidade, mas a fé me trouxe até aqui”, disse. Ainda segundo ele, decorar o altar da santa é um dom. “A gente se concentra e a inspiração vem, porque não pode ser de qualquer jeito”, contou.

Em segredo
Para católicos, candomblecistas e umbandistas, a celebração oficial começa cedo para festejar Santa Bárbara e Iansã. Tudo começa com a tradicional queima de fogos, às 5h, seguida pela missa campal, o ponto alto da festa, que acontece na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho.

O que muita gente não sabe é que tudo é feito ‘a sete chaves’, em segredo, e nem o padre Lázaro, responsável pela Igreja do Rosário dos Pretos, pode saber dos detalhes.

“Os dois decoradores fazem tudo e a gente só pode ver a decoração no dia 4. É uma surpresa não só para os fiéis”, disse.

Osvaldino é um dos responsáveis pela decoração da Igreja do Rosário dos Pretos
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Ainda segundo ele, a temática deste ano é a luta por justiça, paz e amor. Nesta segunda-feira (3), o que dava para ser visto eram as flores, levadas por fiéis que se anteciparam para homenagear Santa Bárbara. Nos degraus da Igreja estava seu Edmilson Santana da Silva, que vende flores há mais de 15 anos no local. “Eu sou devoto de Santa Bárbara e aqui todos me conhecem. A festa, além de renovar a minha fé, é o meu ganha pão”, destacou.

Edmilson acompanha todo o calendário de festas populares, sempre vendendo flores: “De amanhã a oito, você me encontra na Conceição, depois Santa Luzia e eu só paro em Iemanjá”, afirmou.

Quem também ajeitava os detalhes era o Quartel dos Bombeiros. A imagem da padroeira dos bombeiros entra no quartel, onde há uma capela para a santa, e abençoa a equipe e o local.

Igreja dos Bombeiros sendo preparada para festa
(Foto: Marina Silva / CORREIO)

Além disso, são servidos mil pratos de caruru para os devotos. O coronel Marquezine contou que o Corpo de Bombeiros procura preservar a tradição e respeitar o sincretismo. “Hoje em dia, por falta de estrutura, a comida é preparada de forma terceirizada, mas a distribuição acontece no quartel”, disse.

Com o fim da procissão e o retorno da imagem à Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, começa a parte profana. A tradição de Santa Bárbara está fortemente ligada à cultura do povo negro, por isso a cidade fica repleta de rodas de samba, toques de atabaques e muita dança. O Largo do Pelourinho vai ter uma programação musical a partir de 14h30 desta terça-feira (4).

Confira a programação da Festa de Santa Bárbara:

Largo do Pelourinho
Alvorada de fogos - 5h
Repique de Sinos - 6h
Missa Campal - 8h
Procissão - Logo após a missa
Jorginho Commancheiro - 14h30
Samba Chula de São Brás - 16h
Conexão Negra - 18h30
Claudya Costta - 21h

Quartel do Corpo de Bombeiros
Missa do Corpo de Bombeiros - 8h30
Tradicional Caruru - 12h

Largo Tereza Batista
Samba na Fé de Santa Bárbara
Atrações: 100% Samba e Chinelo de Couro
Quando: 4 de dezembro, das 14 às 18 horas

Largo Quincas Berro D’água
Samba de Oyá – Vou com Fé
Atrações: Samba Fogueirão e Samba Jaké
Quando: 4 de dezembro, das 15 às 21 horas

Largo Pedro Archanjo
Samba Trator, Samba Simpatia e Pagode do Vinny
Quando: 4 de dezembro, das 16 horas até a meia-noite


Calendário das festas populares:

As festas populares da Bahia começam nesta terça-feira (4) com a comemoração para Santa Bárbara
8 de dezembro é celebrado o dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia
A festa de Santa Luzia acontece no dia 13 de dezembro
De 31 de dezembro a 1º de janeiro acontece a  Procissão do Nosso Senhor dos Navegantes - Festa da Boa Viagem
No dia 6 de janeiro de 2019 acontecerá a festa de reis no bairro da Lapinha 
No dia 17 de janeiro de 2019 acontecerá a Lavagem do Bonfim. 
No dia 21 de janeiro de 2019 acontecerá a 'Segunda-Feira Gorda' da Ribeira 
Dia 31 de janeiro de 2019 tem festa para São Lázaro na Federação 
Dia 2 de fevereiro é dia de saudar Yemanjá, a rainha do mar 
A lavagem de Itapuã acontecerá no dia 21 de fevereiro 
De 27 de fevereiro a 5 de março acontecerá o Carnaval. 

*Com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/video-mostra-acao-de-atirador-que-matou-4-em-igreja-em-sp-veja/
Ele entrou na igreja em Campinas durante missa, matou quatro e se suicidou
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nove-artistas-vao-se-apresentar-pela-1a-vez-no-festival-da-virada-confira/
MPB, sertanejo, pagode, axé e funk vão agitar o público nos cinco dias de festa
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/uma-grande-covardia-diz-tia-de-pm-morto-esfaqueado-em-ondina/
Corpo de Jailton Souza de Araújo, 50 anos, foi enterrado na manhã desta terça (11)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/testemunhas-do-caso-tatiane-spitzner-comecam-a-ser-ouvidas-nesta-terca/
Vítima foi encontrada morta em 22 de julho; seu marido, Luis Felipe Manvailer, é suspeito do crime
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dor-de-cabeca-diagnosticos-e-tratamentos/
Mais de 95% das pessoas em algum momento da vida tiveram, têm ou terão uma cefaleia, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mae-de-suspeito-que-fez-16-refens-diz-que-nao-tem-culpa-eu-fiz-de-tudo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/chuvas-matam-4-pessoas-e-causam-estragos-na-bahia-20-cidades-declaram-emergencia/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bandidos-fazem-servidores-de-posto-de-saude-como-refens-na-santa-cruz/
Após tiroteio com 3 mortes, grupo invadiu unidade; Bope negocia liberação de servidores
Ler Mais