Surfista de 16 anos é atacado por tubarão em praia nos EUA; vídeo

esportes
16.09.2021, 19:05:00
Atualizado: 16.09.2021, 19:31:28
Doyle Nielsen já com o curativo no braço, após ser atacado pelo tubarão (Reprodução/Instagram @doyfishy)

Surfista de 16 anos é atacado por tubarão em praia nos EUA; vídeo

Cinegrafista capturou o momento em que animal se aproxima de Doyle Nielsen

Um surfista de 16 anos sobreviveu a um ataque de tubarão nos Estados Unidos. Doyle Nielsen remava na água agitada da praia de New Smyrna, na Flórida, quando sentiu algo em seu braço direito.

"Parecia que era uma outra prancha de surfe vindo a toda velocidade em minha direção, me atingindo com muita força", disse o jovem ao programa Good Morning America. "Então, alguém gritou: 'Há um tubarão, saia daí'. E eu percebi o que era", continuou.

O animal acabou mordendo o braço direito de Nielsen, mas o surfista conseguiu sair da água antes que algo pior acontecesse. Ao todo, ele precisou levar nove pontos.

O momento do ataque foi capturado por um cinegrafista, Sam Scribner, que postou o vídeo nas redes sociais, na esperança de descobrir que o jovem estivesse bem. "Eu sinceramente espero que o menino não esteja muito assustado com a mordida, e que ele seja capaz de voltar para a água o mais rápido possível", escreveu.

Apesar do susto, ele disse que voltará às águas em breve, mas de uma forma mais cautelosa. “Com certeza estarei surfando de novo, mas sei que isso afetará minha mentalidade”, afirmou, ao Good Morning America. 

A praia de New Smyrna é conhecida como a 'capital mundial das mordidas de tubarão', pelo número de ataques que acontecem por lá. A água também costuma ser turva, o que dificulta ver os animais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas