Taffarel explica ausência de Vanderlei na Copa: 'Tem melhores'

esportes
23.05.2018, 14:17:00
Taffarel saiu em defesa de convocados e explicou algumas ausências na lista de Tite (Pedro Martins / MoWA Press)

Taffarel explica ausência de Vanderlei na Copa: 'Tem melhores'

Atual preparador de goleiros da Seleção, ele justificou ausências na lista de Tite

Quando a lista dos convocados para a Copa do Mundo é divulgada, é natural que existam questionamentos. Por que esse jogador foi convocado? Não era melhor chamar aquele outro? Em entrevista coletiva, Taffarel, que disputou três edições do Mundial (90, 94 e 98) e acumula um título, falou sobre as escolhas de Tite para defender o Brasil na busca pelo hexa.

Atual preparador de goleiros da Seleção, Taffarel foi direto quando questionado sobre as ausências de Fábio, do Cruzeiro, e Vanderlei, do Santos. "Às vezes a gente não quer falar francamente, não quer ser muito sincero, mas acho que tem goleiros melhores do que eles no momento, mais bem preparados. Isso não quer dizer que não seja bom, mas de repente vive momento em que outro jogador da posição está um passo à frente. Não vejo que isso faça com que o jogador caia, que não seja bom jogador. Infelizmente, acontece", resumiu.

Os escolhidos de Tite foram Alisson (Roma), Ederson (Manchester City) e Cássio (Corinthians).

Taffarel falou, ainda, sobre o seu período de observação com os atletas. Um dos nomes que ele analisou foi o do próprio Vanderlei. "Houve conversa, houve visita. Fui para lá, vi treinamentos, assisti a jogos. Talvez ele entre nesse quadro de goleiros que são bons, mas que talvez tenham goleiros melhores para a Seleção. Ele vem fazendo bons campeonatos, com regularidade boa. Mas acho que os goleiros que estão aqui estão acima dos demais que estão fora. Infelizmente, temos que ter essas escolhas", falou o titular do tetra.

"Temos que ter perfil de goleiro com postura, que vem em sequência boa, que realmente deu uma segurança a mais para a gente aqui. Temos que ter linhas a serem analisadas, e a gente analisou dessa maneira. Não é que não seja um bom goleiro. Talvez, se tivesse tempo para trazê-lo, para experimentar em algum amistoso ou mesmo em treinamentos, poderia ter uma chance. Infelizmente, não teve esse tempo", resumiu Taffarel.

O Brasil está no grupo E da Copa do Mundo e estreia no dia 17 de junho, contra a Suíça. Também enfrenta na primeira fase a Costa Rica, dia 22, e a Sérvia, dia 27.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas