Técnico do Bayern revela ameaças de morte após queda na Liga dos Campeões

esportes
15.04.2022, 17:37:00
Essa é a primeira temporada de Nagelsmann à frente do Bayern (Bayern de Munique/Divulgação)

Técnico do Bayern revela ameaças de morte após queda na Liga dos Campeões

Julian Nagelsmann sofreu 450 ameaças após eliminação para o Villareal

O técnico do Bayern de Munique, Julian Nagelsmann, revelou nesta sexta-feira que sofreu 450 ameaças de morte após ver sua equipe ser eliminada pelo Villarreal nas quartas de final da Liga dos Campeões, na quarta-feira.

Após perder o jogo de ida, na Espanha, por 1 a 0, a equipe bávara precisava reverter o placar adverso em casa. Porém, no jogo decisivo, o Bayern saiu na frente, mas a equipe espanhola marcou no fim e garantiu a classificação da equipe espanhola.

"Sei que sempre receberia críticas de todos os lados. É normal e posso encarar isso. Mas 450 ameaças de morte no Instagram é mais difícil. Se as pessoas querem me matar é uma coisa, mas se atacam a minha mãe, que não se interessa por futebol, não posso compreender. Tão logo desligam a televisão, as pessoas esquecem toda a decência e pensam que têm razão, isso é o pior", disse o treinador.

Na entrevista coletiva desta sexta, Nagelsmann foi questionado se denunciaria os agressores por conta das ameaças. Porém, devido ao grande fluxo de mensagens recebidas, o treinador afirmou que não conseguiria registrar todas as denúncias. "Não teria fim. Recebo ameaças depois de todos os jogos, não importa o vencedor", disse.

Na esteira do caso vivido por Nagelsmann, a mulher e o filho do diretor esportivo Hasan Salihamidzic também foram ameaçados via redes sociais. Eles conseguiram fazer as denúncias ao apresentar às autoridades as imagens de capturas de tela com mensagens recebidas no Instagram.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas