Técnico do PSG indica retorno de Neymar após mais de um mês fora

esportes
21.11.2019, 13:04:00
Atualizado: 21.11.2019, 13:04:11
Thomas Tuchel, técnico do PSG, aponta durante o treino (PSG / Divulgação)

Técnico do PSG indica retorno de Neymar após mais de um mês fora

Está cotado para enfrentar o Lille

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Sem disputar uma partida desde o dia 14 de outubro, quando sofreu uma lesão de grau 2 na coxa esquerda durante amistoso da seleção brasileira contra a Nigéria, em Singapura, Neymar deve voltar a atuar pelo Paris Saint-Germain sexta-feira (22), contra o Lille, em casa, no Estádio Parque dos Príncipes, pelo Campeonato Francês.

O técnico do PSG, Thomas Tuchel, indicou o retorno do jogador em uma entrevista ao canal de TV do clube, na qual disse que esperaria apenas por um último treinamento com a presença do craque para poder confirmá-lo entre os relacionados para o duelo.

"Neymar está de volta. Treinou bem por duas semanas durante a pausa (do torneio motivada pelas datas Fifa). Ele trabalhou bem, se sente bem. Se tudo correr bem durante o treinamento de hoje, ele estará no grupo na sexta-feira", avisou o comandante alemão, que ao mesmo tempo exibiu descontentamento com o fato de o atacante ter feito uma rápida viagem até Madri na terça-feira para acompanhar uma partida da Copa Davis de tênis.

"Como treinador, eu gostei dessa viagem? Não, claro que não. Mas é hora de perder tempo com isso? Não", disse Tuchel, evitando se alongar sobre o assunto.

A ida do atacante até Madri ganhou contornos polêmicos também pelo fato de que o atleta, em fase final de recuperação de lesão, passou a noite na capital espanhola e ainda publicou uma foto em suas redes sociais aparecendo ao lado de Gerard Piqué e Jordi Alba, ex-companheiros de Barcelona.

O zagueiro Piqué é criador e presidente do grupo de investimento Kosmos, responsável por levar a proposta à Federação Internacional de Tênis que acabou remodelando o formato de disputa da Copa Davis. A tradicional competição vive nesta semana uma série de confrontos entre países, todos em Madri, que definirão o seu campeão.

E vale lembrar que Neymar permaneceu no PSG para esta temporada 2019/2020 após ter visto frustrada a tentativa de retornar ao Barcelona, que fracassou nas negociações com o clube francês para voltar a contar com o jogador.

Tuchel não escondeu certo incômodo com a ida de Neymar a Madri, mas questionou: "O que eu posso fazer? Não sou seu pai, não sou polícia, sou seu treinador. E ele treinou bem ontem", reconheceu o técnico, que depois destacou: "Ele foi muito profissional durante estas duas semanas, trabalhou mais do que o resto do grupo. Realizou treinamentos com o grupo e trabalho individual".

Curiosamente, Neymar deverá retornar à capital espanhola na segunda-feira, mas desta vez não para acompanhar de perto um grande evento esportivo de outra modalidade. Se tudo correr bem, ele viajará com o PSG para enfrentar o Real Madrid na terça, pela penúltima rodada do Grupo A da Liga dos Campeões. Com 12 pontos em quatro jogos, a equipe francesa lidera a chave com folga e já assegurou classificação às oitavas de final.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas