Tempo 21: Agenda Bahia terá programa de debates dividido em quatro blocos

minha bahia
21.10.2021, 06:00:00
Atualizado: 21.10.2021, 12:33:41
Gravação usou técnica do chroma key. Tela verde será suporte para projeções digitais na edição final do vídeo (Arisson Marinho/CORREIO)

Tempo 21: Agenda Bahia terá programa de debates dividido em quatro blocos

Gravação com palestrantes do evento ocorreu em Salvador com grande aposta em tecnologia; o evento será transmitido na próxima quinta, dia 28, às 18h

O Agenda Bahia 2021 já começou. Mas calma! Você não está atrasado. É que o evento esse ano está diferente das outras 11 edições. Um programa de quatro blocos, com apresentação da jornalista Rosana Jatobá e participação de 10 convidados, foi gravado na tarde desta quarta-feira (20), em um estúdio montado no Grand Hotel Stela Maris, em Salvador. 

O material filmado vai agora passar pela edição e o programa completo será exibido na próxima quinta-feira (28), às 18h, no YouTube e no perfil do Instagram do CORREIO (@correio24horas). Quem assistir à transmissão, vai ver os participantes em um cenário virtual dinâmico. Mas, durante a gravação, a imagem vista foi a de um fundo verde, o famoso chroma key bastante usado nas produções cinematográficas. 

"É através desse fundo verde que fazemos o recorte do cenário na edição. Vai ser um cenário que se movimenta e transforma, condizente com o tema. O cenário vai ter as cores roxa e verde e vai trazer a identidade visual do Agenda Bahia", explicou a cineasta baiana Ceci Alves, que dirigiu as filmagens do programa.

Na gravação, Ceci Alves contou com uma equipe formada por maquiador, editor, câmera e produtores; além de uma estrutura de refletores, duas câmeras, suporte para a mesa de corte virtual e suporte técnico de gestor de plataformas de conferência. "Nós contamos muito com a tecnologia. Trouxemos a tecnologia para discutir sobre ela", afirmou a diretora. 

"Eu fiz um roteiro pensando no tema do Agenda Bahia, na inovação, no empreendedorismo. Fiz um tecido respeitando esse conceito, as pessoas que falaram e a dinâmica imprimida: uma roda de conversa, debate e todo mundo junto, participando", explicou Ceci.

Na sua 12ª edição, o Agenda Bahia tem como tema principal o mote ‘Tempo 21 – O que foi ressignificado para você?’ e reunirá especialistas do Brasil e do exterior que vão falar de tecnologia, sustentabilidade, empreendedorismo e educação na era digital, sob o ponto de vista da inovação.

“Nossa ideia é refletir sobre que tempos são esses que estamos vivendo e apontar tendências que nos mostrem rumos nas diferentes trilhas criadas”, explica Rachel Vita, curadora do Agenda Bahia.

Trilhas do tempo

Os debates da edição deste ano devem passear por oito trilhas: viver, criar, educar, incluir, movimentar, alimentar, sonhar e ressignificar. "As oito trilhas estão interligadas. São, na verdade, as diferentes formas do nosso viver. Do Educar ao Criar, do Viver ao Alimentar e do Movimentar ao Sonhar, tendo o Incluir e o Ressignificar como base importante para a transformação dos novos tempos”, conclui Vita. 

Cada bloco do programa vai trazer um debate diferente, que perpassa por essas trilhas. As discussões foram conduzidas pela advogada e jornalista Rosana Jatobá, âncora da Rádio CBN, apresentadora do CBN Sustentabilidade e autora de três livros sobre Sustentabilidade. 

"Eu recebi uma ligação da Raquel e ela achou que tinha uma sinergia entre os temas tratados aqui e minha atuação na área. Eu fiquei feliz e tomei um susto quando me dei conta do conteúdo que exploramos, pois eu não imaginava um projeto de tanta magnitude e profundidade. E fiquei feliz em saber que é o CORREIO que está protagonizando. É um projeto de cunho amplo, com conexões globais", diz a jornalista.

Rosana destacou que cada bloco do programa corresponde a uma roda de conversa com diferentes focos: o criar nos novos tempos, que vai tratar da desigualdade social; o aprender no Tempo 21, que aborda a educação; o viver [re]planejado, que traz as mudanças nas cidades; e o futuro através do sonhar, onde a esperança e o amanhã estão conectados. 

"A forma como os debates foram feitos foi muito interessante, foi uma roda de conversa. Não foi uma palestra ou algo solto. Existe uma interação entre os convidados que vai possibilitar um movimento de aprendizado e de inspiração para provocar mudanças reais",  disse Jatobá. 

Assim como foi em 2020, o Agenda Bahia em 2021 terá o formato 100% virtual para a audiência. No entanto, ao contrário do ano passado, não será uma transmissão ao vivo e sim em formato totalmente gravado. Isso possibilita mais qualidade à transmissão. 

"É uma inovação que fazemos e é legal observar como todo ano o CORREIO consegue trazer alguma novidade para o Agenda Bahia. Nós somos incansáveis em criatividade, ideias e inovação. Temos o impresso, o digital, os eventos e agora os programas, uma adaptação às novas tecnologias e plataformas", explica Luciana Gomes, gerente comercial do jornal.  

Para os palestrantes que participaram da gravação, o formato trouxe surpresas e uma boa oportunidade de explorar ideias. "É a minha primeira vez no Agenda Bahia, um evento que já tinha ouvido falar e acho que caiu muito bem esse convite. Falei um pouco dessas mudanças que ocorreram com a pandemia e a importância da gente utilizar o nosso baianês como tecnologia para traduzir conteúdos", disse Karine Oliveira, fundadora do Wakanda Educação Empreendedora.

Ela gravou o debate "o criar nos novos tempos", que teve a participação também do cineasta David A. Wilson, Co-fundador do portal TheGrio.com, Afar Ventures e AFROTV. "Foi uma oportunidade para falar sobre a experiência da mudança, que todo mundo sente agora por causa da pandemia", disse o americano que vive na Bahia desde 2017.

Já a professora Bárbara Carine é sócia da Escola Afro-Brasileira Maria Felipa e gravou o debate "O aprender no tempo 21". Ela trouxe uma discussão sobre a importância de uma educação antirracista e afroafetiva desde a infância. "É um debate necessário para todas as instâncias da nossa sociedade. É extremamente necessário o Agenda Bahia trazer essa discussão, pois vivemos numa sociedade estruturalmente racista. E precisamos enfrentar isso". 

Por sua vez, o professor Nivaldo Andrade, coordenador do programa de pós-graduação da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e ex-presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), esteve no debate "o aprender no tempo 21". Ele trouxe considerações sobre as modificações da estrutura da cidade nos novos tempos. "As cidades precisam ser mais inteligentes, sustentáveis e mais justas. Esse é o futuro que almejamos aqui no Agenda Bahia". 

Os outros sete convidados participaram da gravação de forma virtual, por videoconferência. "Nós mesclamos o virtual com o presencial. Mesmo sendo algo gravado, teve participante que veio para o estúdio e outros que entraram por videoconferência. É uma forma de acolher o espectador, que já está com saudades de um bom debate presencial", explicou a diretora Ceci Alves. 

Na gravação, os participantes não usaram máscara, mas todos foram testados antes contra a covid-19 e os testes deram negativo.

CONHEÇA OS PARTICIPANTES DO EVENTO DESTE ANO:

DAVID A. WILSON 
David é empreendedor de mídia, cineasta e fundador do thegrio.com (maior portal de notícias voltado para a comunidade negra norte-americana). Também atuou como vice-presidente sênior do BET Digital, nos EUA. No Brasil, David, um dos mais respeitados especialistas em mídia negra dos EUA, co-  fundou a AFAR e a AFRO.TV em parceria com Paulo Rogério Nunes. Wilson atua ainda como palestrante e consultor em diversidade na Casé Fala. O cineasta formou-se em Comunicação pela Universidade Rowan. Trabalhou no premiado programa “48 Horas”, da CBS News, no início de sua carreira, trazendo sua experiência de ter nascido em uma comunidade pobre para a TV. Em 2005, deixou seu trabalho na CBS e co-fundou a empresa de produção cinematográfica Three Part Media LLC, onde começou a trabalhar no projeto “Meeting David Wilson”, um documentário filmado nos EUA e em Gana, que narrava sua jornada pessoal para encontrar respostas sobre as disparidades raciais. O documentário, que conta a história de sua família, estreou no MSNBC em 2008 e ganhou os prêmios Radio-Television News Directors Association e o UNITY: Journalists of Color Award.

DEMETRIO TEODOROV
Demetrio é Futurista e Estrategista. Tem como propósito profissional e pessoal construir o futuro no presente. Executivo de Inovação e Digital - atuando em estratégias de Transformação Digital e Diversidade aliando Cultura de Inovação nos ambientes -, Demetrio implantou um chip NFC na mão direita para testes de interação com carro e meios de pagamento. Nos últimos 3 anos, trabalhou em estudos de comportamento de consumo e tendências de futuro com foco em Mobilidade, Experiências em lojas e Futuro do Trabalho. Com passagens por empresas do mercado financeiro, varejista e alimentícia, desenvolvendo projetos globais de inovação e digital, Demetrio é orientado para tecnologias emergentes: Realidade Aumentada e Virtual, Blockchain, Geolocalização, Wearable, Cloud, Inteligência Artificial, Chatbots, Drones e Impressoras 3D. Depois de ter estudado no Disney Institute, INSEAD, Perestroika, Harvard, MIT e Singularity direcionou o pensamento para o conceito da exponencialidade e desenvolvimento de estratégias de inovação e transformação digital. Teodorov atua como palestrante e consultor em diversidade na Casé Fala.

KARINE OLIVEIRA 
Apaixonada por empreendedorismo e comunidades periféricas, Karine tem 27 anos. Há dois anos fundou a Wakanda Educação Empreendedora, uma empresa que traduz conteúdo do empreendedorismo tradicional utilizando a linguagem informal e regional como tecnologia, permitindo o acesso e fortalecimento de negócios periféricos e por necessidade. Entre as conquistas mais recentes estão a palestra TedX com o tema “A necessidade como combustível para empreender”, a participação na 5º Temporada do Shark Tank Brasil - saindo como sócia da Camila Farani -; além da capa da Forbes Under 30 de 2020 que destacou os jovens brasileiros mais influentes, empreendedores e inovadores do ano.

SARAH KAUSS 
Sarah Kauss é a fundadora e presidente executiva da marca S’well. Ela é uma liderança feminina na área de produtos de consumo, com um forte histórico de lançamento de empresas, desenvolvimento de marcas de sucesso de vários milhões de dólares e na montagem de equipes de liderança sênior de alto desempenho. Uma das primeiras defensoras do ESG (Meio Ambiente, Sociedade e Governança) nos negócios, Sarah construiu um negócio de mais U$100 milhões com a S’well, criando uma nova categoria no mercado, uma marca de garrafas de água reutilizáveis, que tornou a sustentabilidade mais popular, ajudando a diminuir o consumo de mais de 4 bilhões de garrafas plásticas descartáveis. Ela foi reconhecida múltiplas vezes e homenageada no grupo"40 Under 40" da Fortune, e como EY Entrepreneurial Winning Woman. Sarah Kauss também é membro da Classe 2018 de Henry Crown Fellows e da Classe de 2020 de Braddock Scholars da Aspen Global Leaders Network, do Aspen Institute.

SIDARTA RIBEIRO
Sidarta Ribeiro é professor titular de neurociências e vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN, autor de mais de 100 artigos científicos e de 5 livros, entre eles O Oráculo da Noite (Cia das Letras). Tem experiência em neuroetologia, neurobiologia molecular e neurofisiologia de sistemas, com interesse nos seguintes temas: memória, sono e sonhos; plasticidade neuronal; comunicação vocal; competência simbólica em animais não humanos; psiquiatria computacional; neuroeducação; cannabis medicinal; psicodélicos e política de drogas.  

FELIPE CASTANHARI
Nascido em São Paulo, Felipe Castanhari, apresentador e youtuber que figura entre os  mais conhecidos do país, agora está com a série ‘Mundo Mistério’ em um dos maiores serviços de streaming do mundo. O programa traz conteúdos sobre ciência e história. Mas, antes de chegar às telas, o apresentador ficou conhecido por seu canal no YouTube: ‘Nostalgia’, hoje com mais de 13 milhões de inscritos. 
Castanhari foi eleito pela Forbes Brasil um dos jovens mais influentes do Brasil, chegando, inclusive, a palestrar em Harvard, para falar sobre universo digital e fake news, porém muito antes deste marco e popularidade, ele era designer gráfico. Criado em 2011, o Nostalgia tem em sua grade atrações como o ‘Programa Nostalgia’, ‘Nostalgia Ciência’ e ‘Nostalgia História’, entre outros.

BÁRBARA CARINE
Bárbara Carine Soares Pinheiro é mãe, mulher negra cis, nordestina, professora, escritora e empresária. Formada em Química pela UFBA, mestre e doutora em Ensino de Química pela (UFBA/UEFS), atualmente é professora adjunta e vice-diretora do instituto de Química da UFBA. Bárbara é idealizadora, sócia e consultora pedagógica da escola Afro-brasileira Maria Felipa (@escolinhamariafelipa), que trabalha com abordagens pedagógicas afrobrasileira, afro-centrada, decolonial e antirracista. Influenciadora digital nas páginas @descolonizando_saberes (Instagram) e Uma Intelectual Diferentona (YouTube), é também membro permanente do corpo docente do programa de pós-graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA/UEFS). Líder do grupo de pesquisa Diversidade e Criticidade nas Ciências Naturais (DICCINA), é ainda autora dos livros "@descolonizando_saberes: mulheres negras na ciência" e "História Preta Das Coisas: 50 invenções científico-tecnológicas de pessoas negras". 

CARLOS CADENA-GAITAN
Carlos Cadena foi por dois anos, até o mês passado, secretário de Mobilidade de Medellín – que se propõe a ser uma Ecocidade. Cadena integra o coletivo La Ciudad Verde e é coordenador do Centro de Estudos Urbanos e Ambientais da Universidade colombiana EAFIT. Estudante de ioga, professor e ciclista urbano, obteve seu Ph.D. na Universidade de Maastricht, em 2014, e desde então é pesquisador afiliado do Instituto de Pesquisa Econômica e Social em Inovação e Tecnologia da Universidade das Nações Unidas de Maastricht (UNU-MERIT), dentro do (s) grupo (s) de Pesquisa: Desenvolvimento Sustentável, Inovação e Societal Transições. Ele também participa como um dos pesquisadores do PEAK Urban; um projeto multinacional liderado pela Oxford University, em aliança com a EAFIT University, a Cape Town University, a Peking University e o Indian Institute for Human Settlements. Carlos foi o diretor do 4º Fórum Mundial da Bicicleta, que reuniu 7 mil pessoas em Medellín (2015). Devido a esse papel e outras iniciativas de arte e ativismo urbano, ele recebeu o Prêmio “Líder de Sustentabilidade do Futuro” 2015 do Danish Think-Tank Sustainia, e foi nomeado para o “Prêmio de Liderança Inspirada” pelo The Performance Theatre em Londres. Nas redes sociais: @cadenagaitan
Seus principais interesses de pesquisa incluem transporte urbano, qualidade do ar, governança urbana e educação para o desenvolvimento sustentável.

NIVALDO ANDRADE
Nivaldo vai trazer o tema do impacto da pandemia nas cidades e as tendências para replanejar os espaços urbanos. Ele é um dos coordenadores do Congresso Internacional de Arquitetura, que ocorreu no Brasil em julho deste ano. Graduado, mestre e doutor em Arquitetura e Urbanismo pela UFBA. Pós-doutorado junto à École d’Urbanisme de Paris, Université de Paris-Est. Professor associado da Faculdade de Arquitetura da UFBA (Faufba), onde coordena o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFBA. Foi presidente nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e secretário executivo da Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos (FPAA). É membro do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e coordenador do Fórum Nacional de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro. Em 2019, publicou pela Edufba a coleção Arquitetura Moderna na Bahia (1947-1951), em cinco volumes, que em 2020 recebeu o Prêmio da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (ANPARQ) na categoria Livro autoral.

RACHEL BIDERMAN
Após liderar por quatro anos a WRI (World Resources Institute no Brasil), Rachel Biderman é atualmente vice-presidente sênior das Américas da Conservação Internacional, atuando em nove países da região. Advogada, Biderman é mestre em Ciência Ambiental (USP) e Direito Internacional (American University), doutora em Gestão Pública (FGV-SP

O Agenda Bahia 2021 é uma realização do CORREIO, com patrocínio da Unipar, parceria da Braskem, apoio da Sotero Ambiental, Tronox, Jotagê Engenharia, CF Refrigeração e AJL Locadora e apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador, Sistema FIEB, Sebrae, Rede Bahia e GFM 90,1.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas