Tinha tudo pra ser uma festa: uma Copa Libertadores sem vencedor

miro palma
30.11.2018, 05:00:00
Atualizado: 30.11.2018, 14:21:24

Tinha tudo pra ser uma festa: uma Copa Libertadores sem vencedor

A final da Libertadores deste ano tinha tudo para ser uma grande festa, com um superclássico argentino na disputa pelo título. Independentemente do destino do troféu, se irá para o Boca Juniors ou para o River Plate, sairíamos todos vencedores. Afinal, assistiríamos a duas partidas – o último duelo duplo da competição que, no próximo ano, vai adotar uma final única – de um futebol ‘raçudo’, com um ágil toque de bola, cheio de catimba – por que não?! – e com duas torcidas fiés como são as dos rivais argentinos.

E tudo caminhava bem. O primeiro jogo, um empate por 2x2 na Bombonera, seguiu como mandava um script. A festa da torcida ‘xeneize’, a disputa em campo, muitos gols, até um contra que garantiu o empate e, por fim, o juiz apitou no centro do campo. No último sábado, aconteceria a disputa da partida decisiva, dessa vez na casa do River, o estádio Monumental de Núñez. Mas, durante a chegada do Boca, o ônibus que levava os atletas foi atacado com paus e pedras por torcedores ‘millonarios’. Jogadores foram atingidos e ficaram machucados. A polícia de Buenos Aires interveio com gás de pimenta e a confusão ficou ainda maior.

Em meio a esse caos, a Conmebol, que promove o evento, resolveu suspender a partida. A entidade arrastou uma indefinição por dias, até que ontem, anunciou que o jogo final acontecerá no dia 9 de dezembro, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha. O Boca Juniors tentou conquistar a vitória nos tribunais. Isso porque, o time foi eliminado nas oitavas de final da competição em 2015, depois que um torcedor do clube atirou gás de pimenta na saída para o vestiário do rival, o mesmo River com quem disputa a taça este ano.

Até entendo a diretoria do Boca. Há três anos, a Conmebol tomou uma atitude rigorosa, porém correta em relação a um ato de violência no esporte. E a violência não deve ser admitida em nenhuma circunstância. Então, por que não fazer o mesmo este ano? Ou será que só é aceitável punir um time até as oitavas ou quartas de final, quando ainda é possível alçar um substituto? O show não pode parar. Mas, deveria.

Afinal de contas, a relação entre clube e torcida é uma via de mão dupla: assim como as torcidas são responsáveis por manter viva a instituição, o time também se torna responsável por aqueles que representa. E não me venham com essa história de que o clube não pode responder pelas ações de todos os torcedores. É por essas e outras que vemos crescer o poder e a hostilidade de diversas torcidas organizadas no nosso país e em tantos outros. A postura de uma torcida reflete a do time e vice-versa.

Diante de episódios lamentáveis como este, o esperado seria que o próprio River Plate identificasse esses torcedores e os encaminhasse para as autoridades responsáveis. Cabia ao próprio clube dar o exemplo de que esse tipo de ato, não importa se contra ou a favor, não deve ser tolerado. À Conmebol cabia uma atitude muito mais austera e muito menos política do que leiloar o jogo final. E a nós cabe o aprendizado. Diante da violência no esporte, seja ela como for, não importa o resultado e não há vitorioso, porque todos nós saímos perdendo.

Miro Palma é subeditor de Esporte e escreve às sextas-feiras


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/casal-baiano-e-condenado-nos-eua-por-participar-de-sequestro-do-neto/
Carlos e Jemima Guimarães pegaram penas consideradas brandas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nao-da-para-acreditar-diz-mae-de-crianca-baiana-agredida-por-adultos-em-brasilia/
Vídeo mostra momento em que o pai segura o menino para que o filho bata  
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/taylor-swift-anuncia-reputation-stadium-tour-na-netflix/
O material será disponibilizado na noite do ano novo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ana-canas-faz-show-intimista-e-expressivo-na-caixa-cultural/
Cantora paulista apresenta repertório exclusivo com músicas do novo disco Todxs, de hoje a domingo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/com-visual-deslumbrante-aquaman-e-um-otimo-filme-de-fantasia/
Aquaman não tem medo de abraçar totalmente o espírito das HQs e tem imagem aérea de 1 segundo da região do Farol da Barra, em Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-segura-menino-de-6-anos-para-filho-bater-veja-video/
Pai pensou que a criança baiana tivesse batido no filho dele, quando na verdade ele tropeçou na bola e caiu de cara no chão
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/neymar-afirma-que-ainda-nao-esqueceu-derrota-do-brasil-na-copa/
Craque diz que ganhar a Copa do Mundo é o maior sonho que ainda não realizou
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/governo-consegue-aprovar-mudancas-no-planserv-e-previdencias-siga/
Reforma administrativa foi aprovada no início da tarde desta quarta-feira (12)
Ler Mais