Toquinho, Ivan Lins e MPB4 comemoram 50 anos de música

entretenimento
15.09.2019, 06:00:00
Toquinho, Ivan Lins e MPB4 no show 50 Anos de Música (Divulgação)

Toquinho, Ivan Lins e MPB4 comemoram 50 anos de música

Artistas trazem a Salvador show que está há 4 anos na estrada e no qual cantam seus grandes sucessos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Antes de sair de casa faça um gargarejo. O conselho  é de Ivan Lins,  que estará ao lado de Toquinho e do grupo MPB4 no show  50 Anos de Música, hoje (15),  às 20h, no Teatro Castro Alves. Prestes a completar quatro anos em cartaz, a apresentação  que nasceu de maneira despretensiosa celebra momentos importantes da MPB, traduzidos em canções que marcaram muita gente  a partir dos 70. 
    
“Já fazia um show com Toquinho e ele com o MPB4. Daí o empresário dele sugeriu e foi um sucesso absoluto. O público   canta do começo ao fim”, atesta  Ivan Lins, lembrando que o encontro é a oportunidade de ouvir  músicas muitos queridas, mas que não são  comumente  tocadas por ai.  De sua parte, diz o cantor, compositor e pianista,  é um show muito bom de fazer.

A lista de sucessos do repertório é grande, mas só para citar algumas, o roteiro inclui clássicos como  Dinorah, Depende de Nós e Começar de Novo (Ivan Lins), Tarde em Itapuã, A Casa e O Pato (Toquinho), Roda Viva, Yolanda e Cálice (MPB4), executados em   duetos, solos ou com todos em cena.  A parte instrumental fica por conta dos violões de Toquinho e Miltinho, dos teclados  de Ivan Lins e  Paulo Malaguti e das percussões manuais de Dalmo e Aquiles. E ainda da percussão do músico convidado João Paraíba.

Em seu momento solo, Ivan Lins destaca  Lua Soberana, que ele dedica aos baianos. A canção, conta, é muito influenciada pela musicalidade afrobaiana e pela herança cultural familiar. “Incorporei esta ritmica no meu trabalho”,  afirma Ivan Lins, que é neto de baiano e tem uma grande família por aqui, com base no Conde. “Adoro a Bahia. Costumo dizer que, se saísse do Rio, aqui é o único lugar que moraria” diz.

No próximo ano, Ivan Lins completa  50 anos de carreira e 75 de idade. Para marcar a dupla comemoração,   ele pretende lançar um trabalho com inéditas. “Já tenho um clipe pronto”, conta o artista, que acaba de chegar de uma turnê internacional - que incluiu cidades da Europa e dos Estados Unidos. “Vamos levando”, brinca.    


FICHA

Show: 50 Anos de Música

Quando: domingo (15)

Onde: Teatro Castro Alves (Campo Grande)

Ingressos: R$ 240|R$ 120 (A a P); R$ 180|R$ 90 (Q a Z6) e R$ 120|R$ 60 (Z7a Z11).

Vendas: bilheteria TCA, SACs Barra e Bela Vista e  Ingresso Rápido.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas