Três homens são mortos e três pessoas são baleadas no Curuzu

salvador
26.02.2017, 11:19:00
Atualizado: 26.02.2017, 13:16:12

Três homens são mortos e três pessoas são baleadas no Curuzu

Suspeitos chegaram em dois veículos, fizeram os disparos na direção de um grupo de pessoas e fugiram em seguida

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Entrada do Curuzu, próximo à Rua Lima e Silva, na Liberdade (Foto: Tailane Muniz / CORREIO)

Três homens morreram e ao menos três pessoas foram baleadas na madrugada deste domingo (26) na região do Curuzu, no bairro da Liberdade, em Salvador. Entre as vítimas há um adolescente de 14 anos. A terceira morte só foi confirmada por agentes da Polícia Civil, que estiveram no local, no início da tarde.

O crime aconteceu por volta das 5h, na Rua Tenente Mario Alves, próximo à entrada do Curuzu. Segundo informações registradas no posto policial do Hospital Geral do Estado (HGE), os suspeitos armados chegaram em dois veículos, sendo um gol branco, fizeram os disparos nas direção de dois homens e fugiram em seguida.

Segundo a Central de Polícia, eles foram atingidos em várias partes dos corpos e socorridos por uma viatura da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Liberdade) para o Hospital Ernesto Simões Filho, mas não resistiram.

Outras três pessoas que estavam no local do crime também foram atingidas. Itaiana Lopes de Assis, 20 anos, foi baleada por dois tiros nas duas pernas e socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Já Edlene Braga de Jesus, 38, que foi atingida no pé direito e nas costas, César dos Santos de Jesus, 34, levou tiros na perna esquerda, e um adolescente de 14 anos foi atingido por estilhaços na testa e pé direito, foram socorridos por testemunhas e levados para o HGE. O estado de saúde das vítimas não foi divulgado. Caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Horas antes, no local, ocorreu a saída do bloco afro Ilê Aiyê, que levou uma multidão às ruas do Curuzu. O cortejo partiu da Senzala do Barro Preto em direção ao Campo Grande.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas