Trump demite secretário de Estado dos EUA

mundo
13.03.2018, 10:20:00
Atualizado: 13.03.2018, 10:48:11
(AFP)

Trump demite secretário de Estado dos EUA

Presidente americano nomeou Mike Pompeo no lugar de Rex Tillerson

Donald Trump demitiu o até então secretário de Estados dos EUA, Rex Tillerson, sem dar explicações e o substituiu por Mike Pompeo. A mudança foi anunciada na conta do Twitter do presidente americano. 

Pompeo ocupava o cargo de diretor da CIA, que agora será ocupado por Gina Haspel, primeira mulher a assumir o posto.

No Twitter, Trump declarou "Mike Pompeo, diretor da CIA, vai se tornar nosso novo Secretário de Estado. Ele fará um trabalho fantástico! Obrigado, Rex Tillerson, por seu serviço! Gina Haspel vai se tornar a nova diretora da CIA, e a primeira mulher escolhida para o cargo. Parabéns a todos!".

Trump agradece a Rex Tillerson

Na rede social o presidente dos EUA agradeceu o ex-secretário. "Quero agradecer a Rex Tillerson por seu serviço. Muita coisa foi conquistada nos últios quatorze meses, e desejo bem a ele e a sua família", escreveu Trump.

Tillerson é um empresário, engenheiro e diplomata estadunidense. Em 13 de dezembro de 2016, foi anunciado como candidato para Secretário de Estado dos Estados Unidos pela administração de Donald Trump. Ex-secretário de Estado dos Estados Unidos estava no cargo desde1 de fevereiro de 2017.

O presidente vinha se desentendendo com Tillerson - considerado por Trump muito ligado ao "establishment" - decidiu que era importante fazer a mudança agora, durante os preparativos para conversas com o líder norte-coreano Kim Jong-un e para negociações de tarifas comerciais.

Mike Pompeo

Mike Pompeo, 52 anos, é empresário da indústria aeronáutica (civil e militar) e da área de equipamentos petrolíferos. Um dos mais direitistas parlamentares republicanos. Esteve entre os que criticaram duramente Obama e Hillary Clinton depois dos ataques terroristas em Benghazi em 2012, que culminaram na morte do embaixador americano.

Ele relacionou o ocorrido à falta de dureza nos interrogatórios de suspeitos de terrorismo capturados pela CIA fora do país.Também foi opositor daqueles que defendem o fechamento do presídio de Guantanamo.