Tsitsipas derrota Zverev e se classifica à final de Roland Garros

esportes
11.06.2021, 15:59:00
Atualizado: 11.06.2021, 15:59:52
Tsitsipas está na decisão de Roland Garros (Anne-Christine Poujoulat/AFP)

Tsitsipas derrota Zverev e se classifica à final de Roland Garros

Em grande jogo, grego triunfa por 3 sets a 2 e disputará sua primeira decisão de Grand Slam na carreira

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em grande jogo, definido apenas no quinto set após 3h36 de batalha, Stefanos Tsitsipas desbancou Alexander Zverev nesta sexta-feira (11) com parciais de 6/3, 6/3, 4/6, 4/6 e 6/3 e avançou à final de Roland Garros. O grego, número cinco do mundo, vai disputar sua primeira decisão de Grand Slam na carreira.

Tsitsipas não terá moleza na grande final de Roland Garros. Ele vai enfrentar o ganhador de Rafael Nadal e Novak Djokovic, que protagonizam o confronto mais esperado do torneio. A final do Grand Slam francês acontece no domingo.

Com a ótima campanha em Paris, independentemente do resultado na final, o grego vai alcançar o melhor ranking de sua carreira, ultrapassando o austríaco Dominic Thiem para assumir o quarto lugar na ATP.

Superado nas três primeiras semifinais de Grand Slam que havia disputado, Tsitsipas dá fim a essa pequena sequência negativa e fez história ao se tornar o primeiro tenista de seu país a ir tão longe. O grego busca em Paris o maior título de sua carreira, que hoje é o ATP Finals de 2019.

Tenista que mais venceu jogos nesta temporada, Tsitsipas alcançou a 39ª vitória em 2021 e tem larga vantagem para o segundo colocado, que atualmente é o russo Andrey Rublev, com 29 triunfos. Nesta sexta, ele não jogou o seu melhor tênis, mas foi seguro e mostrou força depois de ver o rival empatar o jogo para definir o duelo no quinto set.

No primeiro set, fez diferença a quebra que Tsitsipas conquistou no começo, largando em vantagem de 3/0. Depois, venceu 84% dos pontos com o primeiro serviço, não cedeu nenhum break point e fechou a parcial com tranquilidade.

Na segunda parcial, o Zverev cresceu e dessa vez foi ele que abriu 3/0. Porém, não sustentou a vantagem e viu o grego voltar a comandar as ações. Consistente no fundo da quadra e bem nas subidas à rede, ele também contou com a queda de rendimento do alemão para vencer seis games em sequência e novamente fazer 6/3

Sem poder mais errar, Zverev voltou melhor para o terceiro set. Conseguiu uma quebra no início, passou a sacar melhor e tirou o adversário da situação confortável em que estava nas trocas de bola. Seu jogo se desenvolveu bem e ele ganhou o seu primeiro set na partida. No quarto, o panorama foi parecido, o alemão manteve o ritmo e conseguiu levar a parcial ao quebrar uma vez o serviço do oponente. Ele deixou o grego incomodado e empatou o duelo ao fazer 6/4.

No quinto e decisivo set, Tsitsipas renasceu e resgatou o bom tênis que o fez ganhar as duas primeiras parciais. Ele salvou três break points, ganhou confiança e encurralou o alemão, que sentiu o bom momento do rival e não reagiu dessa vez. Set definido por 6/3 e vitória do grego após 3h36 de um dos melhores jogos do torneio até aqui.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas