Ufba propõe criação de Institutos de Computação e Reabilitação em Saúde

bahia
18.01.2021, 21:44:00

Ufba propõe criação de Institutos de Computação e Reabilitação em Saúde

Propostas foram enviadas ao Conselho Universitário

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Reitoria da Universidade Federal da Bahia (Ufba) enviou um ofício para o seu Conselho Universitário na última sexta-feira (15) propondo a criação de duas novas unidades universitárias: Instituto de Computação (IC) e o Instituto Multidisciplinar de Reabilitação e Saúde (IMRS). 

Hoje, essas duas áreas estão vinculadas ao Instituto de Matemática e Estatística (Ime) e o Instituto de Ciências da Saúde (ICS), respectivamente. De acordo com a Reitoria, o envio para o Conselho Universitário aconteceu após a administração central da Universidade se posicionar de maneira favorável à criação dos novos institutos. 

"Mesmo em meio a quadro adverso, inclusive no aspecto orçamentário, não podemos renunciar ao projeto legítimo e academicamente ousado de criação de novas unidades. Afinal, se acertados, gestos assim, indo ao encontro de nossa melhor energia acadêmica, fortalecem nossa Universidade e favorecem o cumprimento de sua missão institucional", diz o ofício do Gabinete da Reitoria.

De acordo com a Reitoria, enquanto as limitações orçamentárias continuarem em vigência, as novas unidades vão funcionar nos espaços físicos e contando com o pessoal técnico-adminsitrativo lotado nos institutos de origem. "A administração Central, juntamente com as unidades envolvidas, envidará esforços para que novas e melhores condições se apresentem o mais brevemente possível", afirmou.

Justificativas
A Reitoria entende que a ciência da Computação é uma área do conhecimento à parte e pontua uma estimativa de que 27% das vagas oferecidas nas áreas de computação e tecnologias digitais não são preenchidas por fala de pessoal qualificado. Além disso, a Ufba pontua que a pandemia aumentou a demanda por esse tipo de profissional. 

Pensando nisso, é importante dar mais autonomia na formação de profissionais da área. Atualmente, o Instituto de Computação da Ufba tem 43 docentes do Departamento de Ciência da Computação (DCC). A ideia é fortalecer e dar mais visibilidade a esse Departamento, que já tem 52 anos e ofereceu um dos primeiros cursos de Ciência da COmputação no Brasil.

Quanto à criação do IMRS é principalmente baseada no fortalecimento de cursos como Fonoaudiologia e Fisioterapia. De acordo com a Ufba, uma nova e específica unidade proporcionará autonomia e desenvoltura "necessárias para incrementar ainda mais as atividades de ensino de gradução e pós-graduação (...) buscando parcerias e estreitando a relação com o SUS e ampliando a relação com a sociedade, como é, enfim, nossa função social percípua".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas