Vacinação de crianças contra covid deve começar na Bahia ainda em janeiro

bahia
06.01.2022, 11:02:00
(Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo)

Vacinação de crianças contra covid deve começar na Bahia ainda em janeiro

Previsão é de que imunizantes cheguem na segunda quinzena

A vacinação contra covid-19 deve começar para crianças ainda em janeiro na Bahia, informou a Secretaria da Saúde (Sesab) em nota. A previsão depende do envio dos imunizantes por parte do Ministério da Saúde, que ainda não informou oficialmente a data das remessas.

"A previsão é que as doses cheguem ainda na segunda quinzena de janeiro", diz a nota. A Sesab diz que fará a distribuição para os municípios assim que receber as vacinas e caberá a cada cidade definir a logística para aplicação dos imunizantes.

“A vacinação de crianças depende da chegada das doses, que a gente tem a previsão de que aconteça na segunda quinzena. A gente gostaria que fosse até antes, porque no início de fevereiro as férias acabam e as aulas presenciais nas escolas voltam, mas estamos trabalhando com o planejamento a partir deste período", comentou a secretária interina de Saúde, Tereza Paim, em entrevista à Piatã FM.

Ela falou também do momento complicado que vive o sistema de saúde do estado, com casos de covid e H3N2, além do flurona, quando a pessoa tem a infecção simultânea dos dois vírus.

“É um momento jamais imaginado, porque ainda estamos no curso de uma pandemia, ainda tentando vacinar por completo a população contra a covid e para completar uma sazonalidade antecipada de gripe, que deveria vir em março, após o Carnaval. A gente associa esse novo surto a um desastre ambiental terrível, que são as enchentes”, disse.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas