Vaiado, secretário do Ministério do Meio Ambiente sai escoltado da Semana do Clima

salvador
22.08.2019, 11:36:00
Atualizado: 28.08.2019, 14:07:56

Vaiado, secretário do Ministério do Meio Ambiente sai escoltado da Semana do Clima

Roberto Castelo Branco foi interrompido diversas vezes durante apresentação

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O secretário de relações internacionais do Ministério do Meio Ambiente, Roberto Castelo Branco, foi vaiado e interrompido diversas vezes durante o quarto dia da Semana do Clima, nesta quinta-feira (22). O evento é organizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e sediada em Salvador. Nessa quarta-feira (21), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também foi vaiado por manifestantes no evento.

Castelo Branco apresentava um balanço das ações e números do governo para a área do meio ambiente, sendo agropecuária, desmatamento. O secretário defendeu que houve redução do desmatamento de 2018 para este ano. 

Durante toda sua fala o secretário foi vaiado e questionado pela plateia. "Isso é mentira! Cadê os dados deste ano? Vocês estão matando a Amazônia", gritavam os protestantes. Os manifestantes chegaram a levantar e ficar de costas para o secretário durante sua fala. Em sua apresentação, o secretário apresentou dados antigos sobre o desmatamento. 

O secretário não falou com a imprensa e saiu escoltado do local pela Guarda Civil Municipal de Salvador (GCM).
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas