Variante delta coloca em dúvida realização do evento-teste na capital esta semana

satélite
23.08.2021, 05:00:00

Variante delta coloca em dúvida realização do evento-teste na capital esta semana

Por Jairo Costa Júnior


O avanço da variante delta no Brasil pode frustar os planos da prefeitura de Salvador para realizar o evento-teste nos próximos dias 26 ou 27. Segundo apurou a Satélite, o prefeito Bruno Reis (DEM) e o secretário de Saúde da capital, Leo Prates, passaram o fim de semana monitorando as investigações sobre casos suspeitos no estado. Os resultados serão determinantes para que Reis decida se adia ou mantém o evento em uma das datas previstas. Até a noite de ontem, nenhuma definição havia sido tomada, mas a expectativa é a de que o veredito saia entre hoje e amanhã. Mesmo que as análise descartem a delta, o risco de que a variante já circule na Bahia também balizará a decisão.

Ponto de bala
Apesar da dúvida, a ordem do prefeito é trabalhar com o cronograma estabelecido. Os preparativos para trazer o designer e cenógrafo Gringo Cardia, curador da Casa da Música, já foram concluídos. Ele dirigirá a abertura do museu, que será transmitida em tempo real aos convidados do evento no Centro de Convenções.

Tríplice aliança
Ao assinarem ontem uma nota conjunta em repúdio ao pedido de impeachment do ministro do Supremo Alexandre de Moraes, apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro, o ex-prefeito ACM Neto e os deputados federais Bruno Araújo e Baleia Rossi, dirigentes nacionais do DEM, PSDB e MDB, deram indícios claros de que costuram a criação de um campo político para unificar os três partidos. A eventual aliança, previamente chamada de Centro Democrático, ganha força com a adesão de Rossi, cuja derrota na disputa pelo comando da Câmara gerou uma crise no DEM e o rompimento entre Neto e Rodrigo Maia, então presidente da Casa e padrinho da candidatura do cacique do MDB.

Novo xerife
A PGR formalizou o ingresso do baiano José Alfredo de Paula Silva, procurador regional da República, na recém fundada força-tarefa do Ministério Público Federal da Bahia voltada a combater organizações criminosas. Membro da equipe responsável pela Operação Zelotes, que em 2015 desmontou uma rede de corrupção no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (CARF), o procurador terá como missão inicial avançar nas investigações sobre a Faroeste.

Bico molhado
Em decisão unânime, o Supremo manteve a validade da lei estadual que liberou a venda de bebidas nos estádios baianos, sancionada em 2014. No mesmo ano, a PGR ajuizou ação para derrubar a medida, com base na norma do Estatuto do Torcedor que vedava o consumo de álcool nesses espaços como forma de conter a violência, mas o pedido foi negado pela Corte.

Boi no zap
A suspeita de que o governo federal comprou o Pegasus, supersistema de espionagem israelense capaz de invadir qualquer smartphone e quebrar a criptografia de aplicativos de mensagem, provocou pânico em assessores e parlamentares da oposição no Congresso. Agora, assuntos sensíveis são tratados ao pé do ouvido. 

Coligação equivale à existência de partidos nanicos, que fazem da política um mercado de siglas. Queremos partidos fortes que representem teses. Oxalá o Senado barre esse absurdo
Arthur Maia, deputado federal pelo DEM da Bahia, sobre a proposta que retoma as coligações proporcionais 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas