Verstappen brilha, supera Hamilton e vence GP dos 70 anos da F1

esportes
09.08.2020, 17:31:00
Atualizado: 09.08.2020, 17:31:55
(Foto: Bryn Lennon/AFP)

Verstappen brilha, supera Hamilton e vence GP dos 70 anos da F1

Foi a 1ª derrota da Mercedes no ano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O holandês Max Verstappen executou uma estratégia perfeita e venceu o GP do 70º aniversário da Fórmula 1, neste domingo (9), no circuito de Silverstone, na Inglaterra. De quebra, o piloto da Red Bull ainda encerrou a incrível sequência da Mercedes, que havia triunfado nas quatro corridas anteriores desta temporada, com Lewis Hamilton ou Valtteri Bottas.

Vencedor das últimas três provas, o inglês ainda é o líder na classificação do campeonato, com 107 pontos, 30 a mais do que o novo vice-líder Verstappen. Bottas, por sua vez, caiu para terceiro, com 73 pontos. Charles Leclerc é o quarto, com 45 pontos.

Na corrida dos 70 anos da F-1, Verstappen foi o único dos ponteiros a largar com pneus duros e assumiu a liderança com as paradas dos pilotos da Mercedes. Depois da primeira troca, recuperou a ponta com os pneus médios. O holandês ainda fez a segunda troca de pneus junto a Bottas, para evitar ser ultrapassado.

Hamilton, por sua vez, chegou a cair para quarto, mas superou Charles Leclerc e, com ritmo forte nas voltas finais, passou Bottas e apareceu em segundo. Porém não deu tempo de atacar Verstappen.

"Tínhamos muito ritmo no carro, então seguimos pressionando. Nós tivemos um dia incrível. Tivemos a estratégia correta. Eu tentei colocar pressão na Mercedes para forçar o pit stop", disse o piloto da RBR, que venceu a nona prova em sua carreira.

Com a segunda colocação, Hamilton subiu no pódio pela 155ª vez na categoria e se igualou ao recordista Michael Schumacher. Bottas foi o terceiro e Charles Leclerc, quarto. Na quinta posição, ficou o tailandês Alexander Albon, parceiro de Verstappen na Red Bull. 

Completaram a zona de pontuação, até a décima colocação, Lance Stroll (Racing Point), Nico Hulkenberg (Racing Point) - que  substituiu pela segunda vez o mexicano Sergio Pérez, diagnosticado com covid-19 -, Esteban Ocon (Renault), Lando Norris (McLaren) e Daniil Kvyat (AlphaTauri).

Antes da largada, a Fórmula 1 mais uma vez organizou um protesto antirracista, novamente liderado por Lewis Hamilton. Dos 20 pilotos, sete escolheram não se ajoelhar: Max Verstappen, Charles Leclerc, Kimi Raikkonen, Daniil Kvyat, Carlos Sainz Jr., Antonio Giovinazzi, e Kevin Magnussen.

No próximo fim de semana, acontecerá o GP da Espanha, a quinta etapa da temporada, em Barcelona.

Confira a classificação do GP do 70º Aniversário:
1°) Max Verstappen (HOL/Red Bull), em 1h19min41s993
2º) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 11s326
3º) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), a 19s231
4º) Charles Leclerc (ALE/Ferrari), a 29s289
5º) Alexander Albon (TAI/Red Bull), a 39s146
6º) Lance Stroll (CAN/Racing Point), a 42s538
7º) Nico Hülkenberg (ALE/Racing Point), a 55s951
8º) Esteban Ocon (FRA/Renault), a 64s773
9º) Lando Norris (ING/McLaren), a 65s544
10º) Daniil Kvyat (RUS/AlphaTauri), a 69s669
11º) Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri), a 70s642
12º) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 73s370
13º) Carlos Sainz Jr. (ESP/McLaren), a 74s070
14º) Daniel Ricciardo (AUS/Renault), a uma volta
15º) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo), a uma volta
16º) Romain Grosjean (FRA/Haas), a uma volta
17º) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo), a uma volta
18º) George Russel (ING/Williams), a uma volta
19º) Nicholas Latifi (CAN/Williams), a uma volta

Não completou a prova:
Kevin Magnussen (DIN/Haas)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas