'Vitória não tem como pagar o salário de Wallace', admite Fábio Mota

e.c. vitória
16.12.2021, 18:45:00
Salário de Wallace virou dor de cabeça no Vitória (Pietro Carpi/EC Vitória)

'Vitória não tem como pagar o salário de Wallace', admite Fábio Mota

Presidente em exercício diz que clube busca patrocinador para bancar vencimentos do zagueiro, que tem contrato até agosto de 2023

O zagueiro Wallace é uma de suas principais referências do elenco do Vitória. Não a toa, o experiente defensor foi o jogador com mais minutos em campo na temporada 2021 (4.720 ao todo). O líder do grupo, porém, acabou se tornando um problema financeiro para o clube.

Com o rubro-negro rebaixado à Série C do Campeonato Brasileiro e fora da Copa do Nordeste, o salário de Wallace acabou se tornando incompatível com o momento atual. Só que o atleta ainda tem um longo contrato pela frente: o vínculo só termina em agosto de 2023.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (16), o presidente em exercício do Vitória, Fábio Mota, confirmou a situação complicada com o zagueiro.

"Hoje, nesse exato momento, o Vitória não tem como pagar o salário de Wallace", admitiu.

"Wallace é jogador do clube, tem contrato até 2023. Nós temos dificuldade hoje de pagar o salário dele, tivemos essa conversa com ele. Vai continuar treinando no clube e vamos esperando para ver os próximos dias", completou Fábio.

Para resolver essa dor de cabeça, o Vitória pode negociar o zagueiro de 33 anos, e um empréstimo não é descartado. Outra solução viável seria encontrar patrocinadores que ajudem a pagar o salário do defensor. 

"É o seguinte: se a gente encontrar um patrocinador... Bora lá. Você vai perguntar: “Wallace interessa ao clube?”. Sim, interessa. Se a gente encontrar um patrocinador que ele use a marca no boné, a marca na camisa, que pague o salário dele, sim. Se não, a gente vai tentar ver que forma a gente vai fazer essa solução", disse o presidente em exercício.

Revelado pelo Vitória, Wallace está em sua terceira passagem pela Toca do Leão. Ele chegou ao clube em 2003 e estreou como profissional em 2006. Naquele ano, fez parte da campanha do acesso à Série B do Brasileiro e, no final de 2007, comemorou o acesso à Série A.  

Em 2011, o defensor deixou o rubro-negro e rodou por Corinthians, Flamengo, Grêmio e Gaziantepspor, da Turquia. Ele voltou a vestir vestiu vermelho e preto entre 2017 e 2018 e, em agosto de 2020, iniciou sua terceira passagem pelo Leão.

No ano passado, Wallace participou de 27 jogos na Série B. Já na temporada 2021, fez 53 partidas, entre a segunda divisão, Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, e marcou um gol.

O CORREIO tentou contato com o jogador, mas não obteve resposta até a publicação dessa matéria.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas