Vitória tem 8ª melhor média de gols entre os clubes da Série B

e.c. vitória
12.06.2020, 05:00:00
(Axel Hegouet/ Editoria de Arte CORREIO)

Vitória tem 8ª melhor média de gols entre os clubes da Série B

Levantamento do CORREIO mostra a pontaria dos 20 times na temporada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ver a rede adversária ser estufada é a maior satisfação do torcedor no mundo do futebol. Um ataque avassalador empolga a arquibancada e impõe respeito aos rivais, além de ser um grande trunfo dos clubes que sonham com o retorno à elite do futebol nacional, por exemplo. 

Com os campeonatos suspensos por causa da pandemia de coronavírus, a Série B do Brasileiro ainda não tem data definida para começar e nem dá para saber se os jogadores que estavam com a pontaria afiada no começo do ano a manterão assim depois dos meses de inatividade.

De qualquer forma, cada um dos 20 clubes deu uma prévia no primeiro trimestre do ano do poder de fogo da equipe. Um levantamento feito pelo CORREIO mostra a média de gols de todas os times que disputarão a Série B na temporada 2020 e serão rivais do Vitória. 

Duas agremiações estão empatadas no topo do ranking. Cuiabá e Sampaio Corrêa são os donos dos ataques mais expressivos. Único representante do Centro-Oeste na divisão de acesso, o Cuiabá estufou a rede 21 vezes em nove jogos disputados e tem média de 2,33 gols por jogo, assim como o Sampaio Corrêa. O clube maranhense marcou 14 tentos em seis partidas que fez.  

O Náutico foi quem mais vezes encontrou o caminho do gol antes dos gramados serem interditados por causa da covid-19. O time pernambucano assinalou 24 tentos, em 17 duelos. A média de 1,41 gol por jogo faz com que ele ocupe a 7ª posição no ranking. Assim como o Vitória, o Timbu foi quem mais vezes entrou em campo nos três primeiros meses do ano. 

O rubro-negro baiano também se apresentou 17 vezes este em 2020, só que com elencos diferentes. O time principal, treinado por Geninho, foi responsável por defender o Leão na Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Foram 10 jogos disputados e 13 tentos marcados: média de 1,3 gol por confronto. 

No Campeonato Baiano, por sua vez, o Vitória foi representado pelo agora extinto time de aspirantes, treinado pelo já demitido treinador Agnaldo Liz. Pelo estadual, foram 10 gols marcados em sete partidas, o que representa média de 1,42.

Geral
Somando as três competições, o Vitória festejou 23 gols, em 17 confrontos, tem média de 1,35 gol por jogo e aparece na 8ª posição no ranking. Promovido ao elenco principal durante a pandemia, o atacante Eron integrou o time de aspirantes no primeiro trimestre do ano e é o artilheiro rubro-negro na temporada, com quatro gols. Léo Ceará, Vico e Alisson Farias estão empatados na vice-artilharia. Eles marcaram três gols cada representando o time principal. 

O Cruzeiro vem na sequência, em 9º lugar, com média de 1,25 gol por jogo. O time mineiro vai disputar a divisão de acesso pela primeira vez na história e não mostrou tanta força no ataque no começo do ano. A Raposa, recheada de problemas financeiros e que uma nova gestão no comando do futebol, marcou 15 gols em 12 jogos. Para o resto do ano, o time já perdeu jogadores como Robinho e Edílson. 

Em útimo lugar no ranking, com ataque menos expressivo entre os 20 clubes, está o Juventude. A equipe alviverde do Rio Grande do Sul deixou bastante a desejar no quesito bola na rede. Em 11 partidas, acertou a pontaria só seis vezes. A média é de apenas 0,54 gol por jogo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas