Volkswagen prepara novo SUV

autos & etc
14.07.2018, 05:00:00

Volkswagen prepara novo SUV

Por Antonio Meira Jr.
O T-Cross foi mostrado camuflado na Europa para disfarçar o desenho da carroceria (Foto: Divulgação)

Se o mercado de utilitários esportivos compactos fosse uma corrida, a Volkswagen estaria tomando volta dos líderes. Mas, como a marca ainda nem entrou na disputa, significa que vai largar dos boxes. A estreia neste segmento será apenas no primeiro trimestre do próximo ano, com o T-Cross. A produção será em São José dos Pinhais, no Paraná, onde atualmente são fabricados o Golf e o Fox - hatch compacto que deverá ser descontinuado em breve. A apresentação para o público brasileiro vai acontecer em novembro, no Salão do Automóvel de São Paulo. O T-Cross vai utilizar a mesma plataforma do Polo, e a versão nacional deverá ter o mesmo comprimento de sua variante sedã, o Virtus. O modelo terá duas opções de motorização, ambas turbinadas: 1.0 e 1.4, que geram 128 cv e 150 cv, respectivamente. A rede de concessionários está ansiosa pela chegada do novo modelo.

TATA NANO
Lançado com grandes expectativas e com a promessa de ser o carro mais barato do mundo, o Tata Nano será descontinuado. O modelo é bem simples e compacto: tem 3 metros de comprimento, motor 0.6 e porta-malas que cabe apenas uma pequena mala. A ideia original da fabricante indiana era comercializar o veículo pelo equivalente a US$ 2.500 (R$ 9.700), mas logo foi reajustado para US$ 2.700. A topo de linha, com itens como ar-condicionado e faróis de neblina, chegou a US$ 3.500  (R$ 13.500). Em vez das 250 mil unidades anuais previstas pela marca, o hatchback popular somou menos de 300 mil emplacamentos desde 2009.

MERCADO DE LUXO
No acumulado entre janeiro e junho, a BMW foi a marca de luxo que mais teve veículos emplacados na Bahia. A empresa alemã liderou o mercado premium com 107 unidades, deixando a Mercedes-Benz (104) e a Land Rover (89) na segunda e terceira posições. A Audi (69) fechou o semestre em quarto lugar e a Volvo Cars (56) em quinto. Entre os modelos, a BMW e a Mercedes empataram na primeira posição: foram emplacadas 45 unidades do X1 (foto) e do Classe C. Outro empate na segunda colocação: Land Rover Discovery e Volvo XC60 somaram cada um 37 emplacamentos. O BMW Série 3 ficou em terceiro (32), o Mercedes GLA em quarto (31) e o Lexus NX30 em quinto (29).

FINANCIAMENTOS
Em junho, as vendas financiadas de veículos novos e usados no país somaram 412.747 unidades. Este número representa queda de 1% em comparação com o mesmo mês em 2017 e engloba automóveis, comerciais leves, motocicletas, caminhões e ônibus. Do total comercializado a crédito, 157,8 mil foram de unidades novas e 254,9 mil de usadas. Entre os automóveis leves, o financiamento de unidades zero-quilômetro obteve um crescimento de 2,4% em relação a junho de 2017. Já os automóveis e comerciais leves usados tiveram  retração de 4,7% no volume de financiamentos, na mesma base de comparação, e totalizaram 233.045 unidades financiadas em junho deste ano contra 244.662 do mesmo período de 2017.

SEMINOVOS MAIS VENDIDOS
Líder de mercado entre os novos por 27 anos, o Volkswagen Gol foi o modelo usado mais comercializado em junho no Brasil. No último mês foram vendidas 72.361 unidades do hatch, volume bastante superior ao dos Fiat Uno e Palio, que somaram 45.701 e 45.453, respectivamente. O Chevrolet Celta foi o quarto (26.087) e o  Fiat Strada o quinto (22.725). Na sequência, da sexta à décima posição, ficaram: VW Fox (21.549), Chevrolet Corsa (21.224), Ford Fiesta (20.611), Fiat Siena (19.940) e VW Saveiro (17.242). No total, na soma de automóveis e comerciais leves, foram negociados 839.043 veículos usados em junho, o que representa uma queda de 8,77% em relação a maio. Em relação ao mesmo período do ano passado, a diferença também foi negativa (8,67%).

DISPUTA POR CARROS
Amanhã, a Croácia e a França vão disputar a final da Copa do Mundo, mas em relação à venda de automóveis, as realidades são bem diferentes. Com 67 milhões de habitantes, a França teve 2.541.321 de carros emplacados em 2017. A Croácia, com 4 milhões de habitantes, somou 59.197 unidades.