Walter fala de peso, elogia Samuel e diz que saiu 'para não atrapalhar"

e.c. vitória
13.04.2021, 20:28:00
Atualizado: 13.04.2021, 20:29:00
Walter rescindiu contrato com o Vitória (Foto: Pietro Carpi/EC Vitória)

Walter fala de peso, elogia Samuel e diz que saiu 'para não atrapalhar"

Atacante explica pedido de rescisão com o Vitória em live e deixa futuro em aberto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A saída de Walter do Vitória pegou o torcedor de surpresa. Nesta terça-feira (13), o clube informou a rescisão contratual em comum acordo com o atacante, cerca de 40 dias após o anúncio da contratação. O pedido partiu do centroavante, que alegou que precisava 'resolver algumas questões pessoais' e foi atendido pelo Leão.

Na noite desta terça, Walter participou de uma live no Instagram e deu mais detalhes sobre o desligamento. O jogador fez elogios e agradecimentos ao rubro-negro, mas disse que o fator psicológico teve forte influência na decisão.

"O Vitória me abriu as postas, sou muito grato pelo clube, pelo presidente. Mas penso que deveria ter esperado um pouquinho mais. Eu vinha com uma carga de jogos, de treino, muito grande no Athletico-PR. E, querendo ou não, o jogador de vez em quando tem que dar uma folguinha na cabeça. Eu tinha que pegar sete dias e descansar com minha família, minha esposa. E não fiz isso. Em dois dias, foquei, peguei direto. E aconteceram coisas pessoais minhas, que me abalaram muito, demais", comentou.

No papo informal, Walter, de 31 anos, garantiu que está perto do peso combinado com a diretoria do Vitória. Ele estava passando por um período de treinos intensos e rotina rigorosa de alimentação, para apromorar a forma física. Inclusive, não vinha participando dos jogos fora da Bahia, para que seguisse com a preparação.

Até aqui, o atacante disputou quatro partidas, duas como titular e duas como reserva, e não marcou gols. O contrato do jogador com o Vitória, que era válido até o fim da temporada, era de produtividade. A medida que fosse alcançando metas, como número de jogos e gols, receberia bonificação.

"Eu estava muito próximo do meu peso. Estou 1kg acima do peso que a gente combinou. Estava dando tudo certo. Joguei dois jogos de titular, mais dois jogos com o time reserva. Quem sabe, é muito difícil você jogar com o time totalmente reserva. Mas os meninos me ajudaram demais, o professor me ajudou muito. Só que eu não estava me sentindo bem, os problemas vieram junto. Eu sou um cara muito experiente e vim para ajudar, não para atrapalhar. Jamais vou chegar em um lugar para atrapalhar", comentou.

Quando foi contratado, Walter tinha o objetivo de ser a referência ofensiva do Leão. Mas não conseguiu preencher a vaga de titular absoluto da equipe do técnico Rodrigo Chagas e viu o jovem Samuel assumir o protagonismo. O jogador, de 20 anos, fez 13 partidas com a camisa rubro-negra na temporada, com 5 gols marcados. Walter garantiu que lidava bem ao ficar no banco para Samuel.

"Querendo ou não, Samuel, nosso atacante, está muito bem, fazendo gol, é um menino jovem. É muito bom jogador. Eu não estava no banco para qualquer jogador. É um jovem, mas um jovem bom, que sabe fazer gol, que vai dar muito dinheiro para o Vitória", afirmou.

O centroavante reiterou que não queria 'atrapalhar' o Vitória e deixou o futuro em aberto.

"As coisas não se bateram, não deram certo. Tem vezes que você dá certo em um lugar, tem vezes que dá certo em outro. É isso. Não é porque eu não dei certo no Vitória... Nem certo é, porque fez um mês agora, tem campeonato para caramba ainda, muita coisa para acontecer. Mas achei melhor, junto com o presidente, com meus empresários, sair para não atrapalhar. Sair antes, que prefiro, para não atrapalhar. Jamais eu iria atrapalhar. Sou um jogador muito de grupo. Saí, vou resolver minhas coisas, e vou correr atrás de alguma coisa, para voltar a jogar feliz".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas