Satélite: Governo descarta parcelamento e escalonamento de salário dos servidores

Linha Fina Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit. Dolorum ipsa voluptatum enim voluptatem dignissimos.

Publicado em 20 de fevereiro de 2016 às 10:27

- Atualizado há 10 meses

Fora de risco Depois de um estudo detalhado da Secretaria da Fazenda sobre as contas do governo baiano, o Palácio de Ondina descartou completamente a possibilidade de parcelamento ou escalonamento nos salários dos servidores este ano, a exemplo do que ocorre em 19 estados do país. De acordo com informações da equipe econômica do Palácio de Ondina, os resultados do programa contenção de gastos, implementado pelo governador Rui Costa (PT) em meio ao aperto de 2015, deram fôlego financeiro para manter o cronograma de pagamentos do funcionalismo em 2016, com repasses sempre no último dia útil de cada mês. Mesmo em um cenário de agravamento da crise, como preveem especialistas do mercado, o governo tem caixa reservado para pagar os servidores nas datas definidas. Essa é a boa notícia. A má é que, para cumprir a promessa, o reajuste anual da categoria subiu no telhado. E de lá só deve sair para ser sepultado. Pelos cálculos prévios da Sefaz, não há como depositar salários em dia e ainda conceder aumento. A não ser que os ventos soprem muito a favor.Ironias da políticaA Moscamed, fábrica de mosquito de Juazeiro visitada ontem pela presidente Dilma Rousseff, foi criada em 2006 através de incentivos do então governador Paulo Souto (DEM). O estado cedeu o terreno para a empresa dentro do programa de atração de novas indústrias, implantado por Souto. A Moscamed é a primeira do Brasil a produzir insetos estéreis para controle biológico de pragas. Na época, o foco era o combate à mosca-da-fruta, vilã do agronegócio na Região do Médio São Francisco, onde a maior parte da produção é destinada ao exterior. Dez anos depois, vai ajudar o governo petista na operação de guerra contra o Aedes aegypti, transmissor do temido vírus zika.Asas a maisEm outra frente de ação contra o Aedes, Rui Costa vai buscar o engajamento de três setores com alto poder de mobilização. Na próxima terça-feira, o petista se reúne com entidades e lideranças empresariais no Senai Cimatec para pedir apoio ao combate à tríplice epidemia de zika, dengue e chikungunya. No dia seguinte, Rui repetirá o apelo em encontro com representantes dos movimentos sociais e líderes religiosos no auditório da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra).Tomei as devidas precauções jurídicas e da boa conduta com a coisa pública, não respondendo no mesmo tom, pequeno, dos acusadores Andréa MendonçaVice-presidente dos Correios, ao comentar pelo Twitter as declarações da OBE Engenharia, que atribui à retaliação pessoal o impasse sobre o novo centro de triagem da estatal em Salvador.Limpeza na CivilQuase 11 anos após ser denunciado pelo Ministério Público de Feira de Santana por comandar sessões de espancamento de presos no Complexo Policial Investigador Bandeira, o delegado da Civil Renato Fernandes Ribeiro foi demitido ontem. Ele respondia a processo administrativo na Corregedoria-Geral da Secretaria de Segurança Pública, sob a acusação de manter um homem detido ilegalmente na cidade de Petrolina, em Pernambuco. Cinco agentes envolvidos no caso também foram demitidos.PílulaCasa nova:  O vereador Antônio Mário deve confirmar em breve sua mudança do PSB para o PSC. Aos aliados, o parlamentar se queixava de isolamento na sigla.