Gosta de ler? Cinco cidades baianas terão eventos dedicados ao livro ainda este ano

Veja a rota literária da Bahia e se programe

Publicado em 30 de julho de 2022 às 07:00

- Atualizado há 9 meses

. Crédito: Divulgação

Quem gosta de combinar turismo e cultura no mesmo programa deve agendar a rota dos eventos literários baianos do segundo semestre, que começa na próxima quinta (4) com a Flipf – Festa Literária Internacional de Praia do Forte. E segue com eventos que destacam os livros e suas relações com outras artes em Mucugê, Itacaré, Itaparica e Canudos – todos já com datas confirmadas.     

Em Praia do Forte, o cenário das mesas, debates e performances será o histórico Castelo Garcia D´Ávila, que recebe a terceira edição da Flipf, de quinta a domingo. Com curadoria assinada pela jornalista e escritora baiana Joselia Aguiar, o evento propõe um mix de autores de diferentes perfis – a exemplo dos baianos Itamar Vieira Junior e Antônio Torres, que representam momentos bem distintos da literatura baiana e nacional, e conversam na abertura. 

No total, o encontro tará 20 mesas com 24 autores, incluindo as presenças internacionais do angolano Ondjaki e da argentina Ariana Harwicz, que vem pela primeira vez ao Brasil. “A programação buscou oferecer temas de interesse para um público bastante misto. Mesmo quem não é leitor assíduo poderá encontrar um autor ou mesa que desperte sua atenção e gosto. “Também buscamos reunir autores e autoras de gerações distintas, mesmo dentro de uma mesma mesa, somando visão histórica e olhar contemporâneo”, afirmou Joselia durante o lançamento do evento.  Daniel Munduruku faz a conferência de abertura da Fligê, no dia 11 de agosto (Foto: Divulgação) Quem tem mais tempo pode pegar a estrada rumo a Mucugê, na Chapada Diamantina, onde acontece a Fligê, de 14 a 18 de agosto, depois de dois anos de ausência. O tema deste ano, Literatura e Ancestralidades, realça as matrizes ancestrais presentes nas criações dos convidados. Como na produção de Daniel Munduruku, que fará a conferência de abertura, no dia 11, com foco nas narrativas e literaturas dos povos originários. 

As oito mesas literárias vão trazer os olhares de escritores e estudiosos sobre os temas centrais do evento. Entre eles, Eliana Alves Cruz, Cristina Serra e Lívia Natália. Entre as atrações musicais estão Margareth Menezes, Mateus Aleluia e Anelis Assumpção. O evento também conta com muitos lançamentos, exibição de filmes e programação específica para crianças (Fligêzinha) e jovens (Fligê+).   Ainda em agosto, a segunda edição do Literatur - Circuito Literário da Bahia chega a Itacaré, no Sul do estado, entre os dias 17 e 19. A ideia do evento, que estreou em Salvador, com uma edição no Museu de Arte Moderna, é unir literatura, música e gastronomia. 

De acordo com os curadores, o escritor Edgard Abbehusen e a jornalista Camilla França, a ideia é ter debates que unam a difusão da identidade cultural do estado com o despertar do leitor para descobrir novos locais. A programação, que vai incluir nomes da região, ainda não foi divulgada. 

E no caminho oposto, a histórica cidade de Canudos, no sertão, vai vibrar no clima da 3ª Flican  que acontece de 24 a 28 de agosto, mas que também não divulgou detalhes da programação. 

Estreante, Itaparica também terá uma festa literária pra chamar de sua. Nesta sexta, representantes do munícipio apresentaram no Instituto Histórico e Geográfico da Bahia uma prévia do Festival Literário Internacional de Itaparica, que vai homenagear a heroína Maria Felipa, entre 1 a 4 de setembro. E entre os destaques, vai falar da importância dos 200 anos da Independência. 

Festas confirmadas

Flipf  Festa Literária Internacional de Praia do Forte, de 4 a 7/8 

Fligê  Feira Literária de Mucugê, de 10 a 14/8

Literatur Itacaré  Circuito Literário da Bahia (17 a 19/8

Flican Feira Literária Internacional de Canudos, de 24 a 28/8 

Itaparica Literária  Festival Literário Internacional de Itaparica, de 1 a 4/9

FIM DE SEMANA Antônio Pitanga é o protagonista do filme  Casa de Antiguidades , que está no Festival do Cinema Nacional (Foto: Divulgação)   Festival do Cinema nacional - As unidades da Saladearte no Cinema do Museu e no MAM estão exibindo o Festival Cinema Nacional, com uma seleção de produções recentes do país, com ingresso a R$ 10. No Solar do Unhão, as opções são Rua Guaicurus (sábado, 13h15) e Casa de Antiguidades (11h40) e Os Primeiros Soldados e (13h15), ambos no domingo (31). Na sala do Corredor da Vitória, os filmes de sábado (30) são Espero que Esta te Encontre e que Estejas Bem (13h) e Medida Provisória (14h30). E no domingo tem Rua Gaicurus (13h) e Os Primeiros Soldados (14h30). O festival segue durante a semana (www.saladearte.art.br). 

Maratona Bergman -  O canal Telecine Cult preparou uma mostra para recordar as obras primas de Ingmar Bergman, que este mês completa 15 anos de morte. A maratona acontece neste sábado (30), com 9h e cinco longas dirigidos e roteirizados  pelo cineasta sueco. A programação começa com Morangos Silvestres (16hh50), premiado no Globo de Ouro, Festival de Berlim e Festival de Veneza, além de ter sido indicado ao Oscar de Roteiro Original. E segue com O Sétimo Selo (18h35), Quando Duas Mulheres Pecam (20h25), Face a Face (22h) e Sonata de Outono (0h25). 

Cine Metha Popular  - O projeto do Cine Metha Glauber Rocha acontece no domingo (31), às 10h30, com a exibição do filme nacional Pluft, o Fantasminha, de Rosane Svartman, com ingressos a R$ 4. Baseada na peça de Maria Clara Machado, a adaptação resgata a história do fantasminha que vive com sua mãe em uma casa velha e não gosta de assustar as pessoas, pois tem um grande medo delas. Tudo muda quando Pluft conhece Maribel, uma menina sequestrada pelo pirata Perna de Pau. Habitualmente realizado às quintas, o projeto pela primeira vez ocupará as quatro salas do espaço.