Vida longa ao BBB: programa estreia nesta terça-feira (13)

Em sua nona edição, programa se reiventa para garantir o público

Publicado em 12 de janeiro de 2009 às 01:26

- Atualizado há 9 meses

Críticos, desistam: o Big Brother Brasil ainda tem vida longa na TV brasileira, de acordo com o diretor do reality show, J.B. de Oliveira, o Boninho. E não adianta fazer bico. O diretor de núcleo da Rede Globo, responsável pelo BBB desde sua primeira edição, em 2000, diz que não há como negar que o programa é consagrado pelo público. E, como em time que está ganhando não se mexe, as mudanças na nova edição, que estreia nesta terça-feira após a novela A favorita, serão poucas.

A maior novidade do BBB 9 é a bolha de vidro, que vai receber quatro dos 18 pré-selecionados pela produção, já na terça-feira. Os escolhidos para conviver no espaço vão receber a notícia ao vivo, no Projac. Construída num shopping da Barra (RJ), a bolha terá TV, som, DVD e até uma festinha. Durante a semana, o público vai escolher qual dos quatro vai poder entrar de vez no show da realidade. O sortudo pisa na casa na terça-feira seguinte, dia 20, quando também acontece a primeira eliminação do programa. “A bolha é uma espécie de aquário, quase um conjugado ou uma quitinete, com duas camas”, conta Boninho. O público pode interagir com os concorrentes, já que a bolha não é à prova de som.

Bolha de vidro é novidade desta edição

Toda edição acaba apresentando um diferencial. Desta vez, não há fumantes no grupo. Nenhum integrante assumiu ser homossexual. A casa é nova, com cinco quartos, mas um está escondido. Diferente dos outros anos, a entrada dos participantes no confinamento será ao vivo, na terça-feira à noite, e não mais à tarde. Já as bombadas festas temáticas vão ganhar o reforço de DJs famosos. Outra novidade festiva: em vez de conhecer o Carnaval carioca, um felizardo deve sair da casa para um trio elétrico na capital baiana. A votação para o paredão continua aos domingos, mas com uma diferença: alguns brothers, escolhidos por sorteio, terão que dizer na frente de todos quem gostariam de eliminar.

SEXAGENÁRIOS Foi só os candidatos do BBB 9 serem divulgados, que dois participantes em especial chamaram a atenção. E não foi por causa dos corpos sarados. Naiá Graça, 60, e Norberto Santos, 63, são os mais velhos a disputar o prêmio de R$1 milhão na história do reality show. Mãe de quatro filhos e avó de seis netos, Naiá, ou melhor, vovó Naná, como gosta de ser chamada, não tira o sorriso do rosto. “Fiz o vídeo sem maquiagem para verem como sou. Mas saibam que produzida sou bem melhor”. E completou. “Tornei-me sexy ano passado: sexagenária”, brinca a paulistana em seu vídeo enviado para a seleção.

Norberto também é paulista e, além de trabalhar numa farmácia, atua como radialista e ator. Para a inscrição, fez um vídeo diferente: colocou máscara, empunhou uma espada e brincou de luta. Tudo ao som de jazz e entrecortado por frases de personalidades. Para entrar no reality, os dois tiveram de passar por uma série de exames. Naiá é diabética e, assim como Norberto, toma remédio para pressão alta. A produção já garantiu acompanhamento cuidadoso aos dois. Afinal, fortes emoções vêm por aí. Antes deles, a participante com maior idade no reality show foi a dona de casa Marielza de Souza Santos. A carioca de 46 anos nem chegou a participar da brincadeira do BBB 5, pois teve que abandonar o jogo por problemas de saúde.

Correndo pela borda

Para muitos participantes, o BBB funciona como um trampolim para a TV, para o mundo das artes e do entretenimento. Uns até tentaram usufruir da popularidade e se lançaram em campanha política como o artista plástico Adriano, mais conhecido como Didi, que concorreu a uma cadeira na Câmara de Vereadores de Salvador no último pleito, em 2008. Aliás, Adriano não saiu da telinha depois do BBB. O baiano passou a apresentar matérias sobre a Copa do Mundo para a Rede Globo.

Íris Stefanelli, a Siri, apresenta o TV Fama, um programa de variedades, na Rede TV. Outra cria do jogo que virou personagem da televisão foi Sabrina Sato, da terceira edição. A ex-bailarina atua num quadro dentro do programa Pânico na TV, exibido pela Rede TV. Diego Alemão, ganhador do BBB 7, apresenta o programa A eliminação, no canal Multishow.

Participante da mesma edição que Jean Wyllys, Grazielli Massafera foi a sister que mais se destacou. A paranaense, que ficou em segundo lugar no reality show, fez pequenas participações em novelas e comerciais. Atualmente Grazzi protagoniza a novela Negócio da China, de Miguel Falabella, exibida às 18h na Rede Globo.

Saiba como estão os brothers:

BBB 4: Cida, a ex-babá

Depois de três edições, finalmente um a mulher colocou a mão prêmio, à época de meio milhão. Gecilda da Silva dos Santos, 21 anos, foi a primeira sister a vencer o maior reality show da TV brasileira. Além do prêmio de R$500 mil, Cida levou para sua casa um carro zero-quilômetro. “Já gastei mais da metade do prêmio. Sabe como é dinheiro na mão, né?” brinca. A babá, que entrou na casa graças ao sorteio do cupom da revista do reallity show, hoje leva uma vida pacata na cidade onde nasceu, Mangaratiba (RJ). Parte do meio milhão ganho foi investido em terrenos e imóveis. Ela comprou três casas, sendo uma delas para a irmã, e ajudou parentes e amigos mais próximos. Cida agora cuida da sua loja, o Bazar Deusa Maria, e se prepara para a estreia no teatro como atriz. 

BBB 5: Jean Wyllys, o intelectual

O jornalista Jean Wyllys participou da edição marcada pela polêmica combinação de votos da maior panela já organizada na casa para manipular as indicações ao paredão. A “tropa de choque” chegou a contar com o voto de oito dos 14 participantes, e logo na primeira semana emparedou o professor baiano com seis votos. Homossexual assumido e considerado o primeiro intelectual a participar do BBB, Jean conquistou o público defendendo a ética, a amizade e a cultura brasileira. O professor levou para casa o inédito prêmio de R$1 milhão. Ele diz que assiste a todas as edições do BBB e até vai fazer um estudo aprofundado em antropologia do consumo tendo o jogo como objeto de pesquisa. 

BBB 6: Mara, ex-boia fria

Em disputa acirrada, a baiana de Camacã Maria Nilza Viana dos Santos, conhecida como Mara, foi a grande vencedora do BBB 6, com 47% dos votos. Foi a segunda mulher a vencer o jogo e levou o prêmio de R$1 milhão para casa. Mara entrou no BBB após se inscrever por telefone, a pedido da filha. A auxiliar de enfermagem e ex-boia fria começou o programa falando pouco e observando muito, mas, dia após dia, foi se soltando e apresentou ao país sua marca registrada: uma deliciosa gargalhada. Mara vive em Porto Seguro e investiu parte da fortuna em imóveis comerciais. Atualmente faz faculdade de pedagogia e administra uma escola de ensino primário.

(Reportagem originalmente publicada na edição de 11/01/2009 do CORREIO)