BRASIL

Andreas von Richthofen diz que procura Suzane há 4 anos: 'Temos assuntos pendentes'

"Ela tem o dinheiro dela também, né?", disse o irmão sobre a partilha de bens do casal Manfred e Marísia

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 20 de abril de 2024 às 09:44

Irmãos von Richthofen
Irmãos von Richthofen Crédito: Reprodução

Andreas von Richthofen, filho caçula do casal Manfred e Marisia, cujo assassinato foi planejado pela filha Suzane, em 2002, fez uma rara aparição para falar sobre o caso. Em entrevista ao programa 'Tá na Hora', do SBT, ele disse que tenta contato com a irmã há quatro anos e se mostrou surpreso ao saber que ela tinha deixado a prisão.

Atualmente com 36 anos, Andreas tinha 14 quando tudo aconteceu. No programa, ele explicou o motivo de querer rever a irmã. "Eu tô procurando ela faz uns quatro anos já. Nós temos assuntos pendentes. Ela deveria me procurar, né? Porque nós temos assuntos, ela tem o dinheiro dela também, né? Tem que ver o que vai dividir aí do que ficou lá atrás. Ela tem os recursos dela. E aí só a Justiça vai dizer", declarou ele.

Segundo o blog True Crime, em 2006 Andreas ganhou o direito de herdar todo o espólio dos pais, avaliado na época em quase R$ 10 milhões. Entre os bens estavam carros, terrenos, seis imóveis, entre eles a mansão onde o casal foi assassinado e que foi  vendida por R$ 1,6 milhão, além de dinheiro em contas correntes e aplicações. Logo após o crime, o menino entrou na Justiça para impedir que a irmã recebesse metade dos bens da família. 

Na mesma entrevista, o órfão recebeu uma carta escrita por Daniel Cravinhos, ex-namorado de Suzane e condenado pelo assassinato junto com o irmão, Cristian Cravinhos.  Em 2002, Daniel era professor de aeromodelismo de Andreas, com quem fez amizade. Na mensagem, Daniel se disse arrependido e classificou o ex-amigo como a maior vítima do crime e pediu perdão. Andreas, no entanto, garantiu não querer contato algum com o ex-professor.

"Não vou servir chazinho para os caras, fica difícil. Marretaram a cabeça do seu pai e você vai dançar ciranda com o sujeito depois?", desabafou.

Um amigo em comum já tentou intermediar uma primeira conversa, mas Andreas ficou abalado só de ouvir a voz do ex-cunhado no viva-voz.

Hoje, Suzane von Richthofen, que estava presa desde 2002 por matar os pais, foi solta em janeiro de 2023, após conseguir a progressão para o regime aberto. Um ano depois, ela teve o seu primeiro filho, fruto de um relacionamento com o médico Felipe Zecchini Muniz. O casal vive em Atibaia, no interior de São Paulo.