Celso Junior celebra 30 anos com espetáculo no Vila Velha

A Persistência das Últimas Coisas aborda conflitos de Federico, personagem que sai ferido de um relacionamento

Publicado em 20 de setembro de 2017 às 06:05

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Marcio Meirelles/Divulgação

Tudo deixa marcas na vida, principalmente os amores. Desilusões amorosas, inclusive, podem deixar marcas maiores, como acontece com Federico, protagonista que sai ferido de um relacionamento em A Persistência das Últimas Coisas. No espetáculo, que estreia dia 28 no Teatro Vila Velha, o personagem está inconformado com o fim do seu namoro e continua obcecado pelo ex. “A peça trata de assuntos universais como o amor e a sua perda”, resume o diretor Celso Junior.

Escrita pelo autor argentino Juan Ignacio Crespo, a montagem comemora os 30 anos de carreira do diretor. Apesar de ser fragmentada e diluída - por tratar de um quebra-cabeça de memórias e narrativas de Federico - fala sobre coisas que todo mundo já viveu: “São inseguranças, situações mal resolvidas... O problema é que ele está em um lugar de frustração tão grande que chega a procurar um detetive particular e até contata uma cigana”. O ator Vinicius Bustani (direita) interpreta Federico. Igor Epifânio (esquerda), vencedor do Prêmio Braskem 2017 de Melhor Ator, é o ex dele (Foto: Marcio Meirelles/Divulgação) Segundo ele, o protagonista não vai conseguir superar a relação enquanto não lembrar do início. “A peça mostra esse processo. A tentativa de remontar e entender o relacionamento. Mas a vida é assim: a gente vai trilhando um caminho possível entre erros”, explica. O diretor se interessou especialmente pela forma como o autor argentino trata as lembranças do personagem principal. “As memórias contam a história da gente. Nunca é totalmente fiel e a gente acaba misturando-as com invenções”, afirma. Fracassos Também chamou atenção de Celso uma tomada de consciência do personagem sobre o fracasso amoroso. “Terminar um relacionamento é morrer um pouco, é se aproximar do fim. Faço um paralelo disso com a minha vida profissional. A cada peça que termino me aproximo do final da carreira”, completa.

A Persistência das Últimas Coisas estreou em Buenos Aires em 2014 e será encenada pela primeira vez fora da Argentina. O ator Vinicius Bustani, formado pela Universidade Livre de Teatro Vila Velha, interpreta Federico. Igor Epifânio, vencedor do Prêmio Braskem 2017 de Melhor Ator, é o ex dele. Já a atriz e diretora Paula Lice é uma amiga e confidente que ajuda Federico a recompor o painel de emoções.“O ex surge como uma representação da memória e fruto da imaginação dele. Ele representa todos os ex-namorados que Federico já teve. Já a amiga é uma espécie de consciência expandida, uma fragmentação, do personagem principal”, diz Celso Jr.  Montagem comemora 30 anos de carreira do diretor Celso Junior (Foto: Andrea Magnoni/Divulgação) “Conheci Vinicius quando fizemos um filme juntos. Eu fazia o pai dele e a gente criou uma relação muito bacana. Já Igor é um ator  incrível que já tinha trabalhado antes e  é muito disciplinado. Lembrei da Paula logo quando assisti à peça, em Buenos Aires. A personagem é a cara dela”. 

Além da iluminação bem elaborada, o espetáculo conta com projeções. Por conta delas, inclusive, a classificação do espetáculo é 18 anos. “Tem um momento que os personagens vão para o cinema pornô e projetamos cenas de sexo explícito. Não quero confusão. Então minha peça é para adulto mesmo”.

Quando questionado sobre o papel do espetáculo enquanto ferramenta de defensa dos casais homossexuais, Celso afirmou que não há maiores discussões sobre o assunto na montagem. “A própria existência da peça é um ato político. Ela tem um valor propositivo. Mas tenho quase certeza que seria censurada na época da ditadura, por exemplo”.  

ServiçoO quê: Espetáculo A Persistência das Últimas CoisasQuando: De 28 de setembro a 8 de outubro, de quinta a domingo. Quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 19hOnde: Teatro Vila Velha (Av. Sete de Setembro, s/n)Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) no ingressorapido.com.br. R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) na bilheteriaClassificação: 18 anos