Daniela Mercury dedica clipe de Proibido Carnaval a Jean Wyllys

Cantora também agradeceu ao parceiro Caetano Veloso, "uma inspiração para a arte e para a liberdade"

Publicado em 5 de fevereiro de 2019 às 11:01

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Celia Santos/ Divulgação

A cantora Daniela Mercury dedicou o clipe da música Proibido Carnaval, gravado em parceria com Caetano Veloso, ao ex-deputado federal Jean Wyllys. Lançado na manhã desta terça-feira (5), o clipe abusa das cores e fantasias para fazer uma espécie de reação carnavalesca ao momento político pelo qual o país passa.

"Dedico este videoclipe ao meu amigo amado e incansável guerreiro Jean Wyllys. Estamos te esperando de volta: o Carnaval não está proibido! Axé!!!", diz a cantora antes dos créditos finais da produção. Daniela também agradeceu a Caetano, segundo ela, "uma inspiração para a arte e para a liberdade".

Em proibido Carnaval, Daniela e Caetano celebram as almas que só têm "asinhas". "Minha alma não tem tampinha/ Minha alma não tem roupinha/ Minha alma não tem caixinha/ Minha alma só tem asinha", diz um dos trechos da música.

O single inédito foi lançado no último dia 24 de janeiro, e o clipe, que já havia sido gravado três dias antes, no Fera Palace Hotel, em Salvador, chega agora às plataformas digitais. A produção mobilizou 14 bailarinos e 12 modelos para integrar canto e dança, dentro do estilo dos desfiles da cantora nos trios elétricos. Ao lado de Pantera Negra Deusa, Proibido Carnaval é uma das apostas da Rainha do Axé para a folia de 2019.  (Foto: Reprodução) A composição é assinada pela própria Daniela Mercury. O mote da proibição da folia surgiu há quatro anos, mas a letra ganhou corpo depois dos vetos e protestos ultraconservadores contra exposições e performances no país. A cantora convocou a voz de Caetano por associar a canção anticensura à tropicália. "As coisas estão acontecendo. É uma tentativa de proibir o que não pode ser proibido, o que a gente lutou tanto para libertar", disse Daniela à Folha de S. Paulo, na ocasião do lançamento do single.

"Abra a porta desse armário/ Que não tem censura pra me segurar/ Abra a porta desse armário/ Que alegria cura/ Venha me beijar", dizem os cantores em outro trecho da canção.

Roteirizado por Daniela, dirigido por Jana Leite e com fotografia de Rodrigo Maia, além de contribuição nos bastidores da empresária e jornalista Malu Verçosa, mulher de Daniela, o clipe de Proibido o Carnaval marca a segunda parceria audiovisual de Daniela e Caetano. A primeiraz vez que os dois  gravaram um clipe juntos foi em 1992, com a música Você não Entende Nada.