ARTESANATO

Paulinho da Viola faz show da turnê em festival em Salvador

Paulinho da Viola se apresenta no sábado (18). Evento ainda tem Mariene de Castro, Jorge Zárath, Tonho Matéria e Tenison Delrey.

  • Foto do(a) author(a) Roberto Midlej
  • Roberto Midlej

Publicado em 15 de maio de 2024 às 06:00

Paulinho da Viola está com 81 anos
Paulinho da Viola está com 81 anos Crédito: Marco Froner/divulgação

A motivação principal do evento é o artesanato, mas a música também será uma atração importante no 1º Festival Nacional de Artesanato na Bahia - Fenaba, que acontece desta sexta-feira (17) até domingo (19) na Arena Fonte Nova. No primeiro dia, quem se apresenta é Mariene de Castro e os Autorais, projeto que reúne três compositores baianos: Jorge Zárath, Tonho Matéria e Tenison Delrey.

E o samba volta a marcar presença no sábado, com o maior representante vivo do gênero no país: o carioca Paulinho da Viola, que está em fase de encerramento da turnê nacional comemorativa aos seus 80 anos. No mesmo dia, as vozes femininas tomam conta do palco, com o grupo Sambaiana, que tem somente mulheres em sua formação.

E o humor baiano também vai mostrar seu talento no sábado, no standup de Matheus Buente. O influencer e humorista é também professor de história na rede municipal e as piadas em sua apresentação falam muito das particularidades baianas. No domingo, o encerramento da programação cultural fica com o cantor e compositor Jau.

Geração de renda

Tarsis Rocha vem de Arraial D'Ajuda para o Fenaba
Tarsis Rocha vem de Arraial D'Ajuda para o Fenaba Crédito: divulgação

O coordenador de Fomento ao Artesanato da Secretaria do Trabalho do Estado, Weslen Moreira, ressalta que um dos objetivos do Fenaba é proporcionar renda aos artesãos participantes e que o foco do evento é o artesanato. Mas, segundo Weslen, as atrações artísticas são importantes para levar as pessoas à Fonte Nova: “A escolha desses artistas é também para atrair público, afinal sabemos a força que a música tem para chamar as pessoas. Tanto que serão duas atrações por dia”, argumenta. A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte - Setre é uma das correalizadoras do Festival, junto com o governo do Estado.

O Fenaba vai promover o intercâmbio entre mais de 200 artesãos baianos - e também 20 mestres de artesanato. Além da Bahia, estarão presentes produtores dos estados de Alagoas, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Piauí, Sergipe, São Paulo e Distrito Federal. O festival ocupará os níveis 6, 7 e 8 da Arena Fonte Nova e terá 235 estandes. Servidores públicos do estado terão descontos de 5% a 15% na compra de produtos.

Peça da artesã Maristela Anjos
Peça da artesã Maristela Anjos Crédito: divulgação

Weslen ressalta que o Fenaba não é apenas uma “feira” de artesanato limitada à venda de produtores. Ali, os artesãos poderão também fazer contatos profissionais e poderão participar de atividades voltadas ao empreendedorismo. No local, também acontecerão as oficinas de qualificação, onde os visitantes vão aprender e aprimorar técnicas de artesanato. Também haverá painéis com as temáticas Artesanato e Empreendedorismo Feminino e Negócios do Artesanato.

A diversidade foi um dos critérios adotados na hora de selecionar os participantes do Fenaba. Por isso, virão artesãos das mais diversas regiões da Bahia, que é dividida em 18 áreas chamadas de Rotas do Artesanato. A artesã Tarsis Rocha, por exemplo, está vindo de Arraial D’Ajuda, distrito de Porto Seguro, para participar do festival.

Com aproximadamente 15 anos de experiência produzindo acessórios para mulheres, Tarsis começou a desenvolver suas peças usando canela em pau e sementes. “A canela em pau tem um perfume maravilhoso e é fácil de trabalhar. Mas depois eu quis dar um colorido nas peças e adicionei retalhos de tecidos. Então, comecei a focar em produtos com matéria-prima sustentável, que tem muitas vantagens, como o fato de praticamente não ter custo”, argumenta Tarsis. Hoje, seus produtos mais procurados são os maxicolares, feitos com tecidos e fios de algodão. “São peças únicas e grandes, que às vezes cobrem todo o busto”.

Mestre Agemiro Costa também estará no Fenaba
Mestre Agemiro Costa também estará no Fenaba Crédito: foto: Agência Dude/divulgação

A capital do estado também estará presente e uma das representantes de Salvador será Maristela Marques dos Anjos, que produz, em cerâmica, santos, orixás e caboclos, além de outros itens ligados à religião. Uma de suas peças mais procuradas é a Irmã Dulce, que tem cerca de 20 centímetros de altura e é vendida por R$ 200. Quem for ao Fenaba vai poder adquirir uma dessas, claro. Pedagoga de formação, Maristela deixou a área de educação para se dedicar ao artesanato. “Me chamaram de maluca na época, porque quando a gente abraça a arte recebe vários adjetivos como esse”, diz a artesã, que hoje tem um ateliê no Largo Dois de Julho.

SERVIÇO

1º Festival Nacional de Artesanato na Bahia – FENABA

Data: 17 a 19 de maio de 2024 (sexta-feira, sábado e domingo)

Local: Arena Fonte Nova (Níveis 6,7 e 8)

Horário:

17/05 (sexta-feira): das 10h às 22h

18/05 (sábado): das 10h às 22h

19/05 (domingo): de 10h às 19h

Acesso: Ladeira da Fonte

Entrada gratuita

Servidores públicos do estado terão descontos entre 5% a 15% nas compras de produtos

Estacionamento: N2 (Entrada pelo Dique) - R$ 20

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

17/05 - Mariene de Castro e Autorais

18/05 - Paulinho da Viola, Sambaiana e stand up com o influencer Matheus Buente

19/05 - Jau e convidados