APÓS CONDENAÇÃO

Barcelona retira Daniel Alves da página de 'lendas' em site oficial

Jogador foi condenado a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 26 de fevereiro de 2024 às 15:01

Daniel Alves viveu seu auge no Barcelona
Daniel Alves viveu seu auge no Barcelona Crédito: Miguel Ruiz/FC Barcelona

Daniel Alves não é mais uma lenda do Barcelona. Ao menos, o lateral não consta mais na página de jogadores lendários do clube catalão em seu site oficial. A retirada foi feita após o atleta ser condenado a quatro anos e meio de prisão pelo estupro de uma mulher de 23 anos em uma casa noturna na Espanha.

A informação foi divulgada pelo Uol. Desde que deixou a equipe pela segunda vez, em 2022, o brasileiro estava na página que homenageia atletas que fizeram história com a camisa azul e grená. Mas, segundo o portal de notícias, a imagem de Daniel Alves foi removida horas depois do anúncio da sentença, na última quinta-feira (22).

Ainda de acordo com o Uol, a decisão sobre remover o lateral já era debatida no Barcelona desde janeiro do ano passado, quando ele foi preso provisoriamente, acusado de agressão sexual por uma mulher de 23 anos na discoteca Sutton, em Barcelona. O clube, porém, decidiu esperar o julgamento para tomar uma decisão.

Em seu site, o Barcelona organiza seus ex-jogadores lendários de acordo com a data da saída do clube. Os mais recentes aparecem no topo da página - casos de Jordi Alba e Sergio Busquets, que deixaram o clube no fim da temporada passada. Já Daniel Alves figurava entre Gerard Piqué, que se aposentou em novembro de 2022, e Lionel Messi, que deixou o clube em agosto de 2021.

Imagem de Daniel Alves não aparece mais na área de 'jogadores históricos' do site do Barcelona
Imagem de Daniel Alves não aparece mais na área de 'jogadores históricos' do site do Barcelona Crédito: Reprodução

O lateral teve suas passagens pelo clube catalão. A primeira durou oito temporadas, entre 2008 e 2016. Depois, ele retornou na virada de 2021 para 2022, mas disputou apenas 17 jogos, sendo 16 como titular.

Museu não terá mudanças

Apesar do site do Barcelona retirar a homenagem a Daniel Alves, a imagem do brasileiro não será removida do Museu oficial do clube, no Camp Nou. Ao Uol, o diretor do espaço, Jordi Penas, explicou que a decisão foi tomada já que não há referências individuais ao jogador - ele aparece apenas como parte de um grupo multicampeão.

"O museu não tinha nenhuma referência individual a ele: nenhuma camiseta, chuteira ou foto em que ele aparecesse sozinho. Por isso, não foi necessário ter esse debate, se seria necessário mudar alguma coisa", afirmou Jordi Penas, ao UOL.

"Ele continuará aparecendo nas fotos do time campeão da Champions League de Berlim (2015), por exemplo. Porque ele era parte da equipe e não faz sentido, e nem é possível, retirá-lo da foto", completou.

No Brasil, a imagem de Daniel Alves foi removida do museu do Bahia, localizado na Fonte Nova. A foto do jogador ficava exposta em uma parede junto com a de outros ídolos do clube, e aparecia entre Leone, campeão Brasileiro em 1959, e o lateral Mailson.