Indiana viraliza com fórmula caseira para fazer o cabelo crescer

bazar
26.04.2018, 07:00:00

Indiana viraliza com fórmula caseira para fazer o cabelo crescer

Receita da youtuber Prachi promete fazer as madeixas crescerem de 30% a 40% mais rápido

Já imaginou uma receitinha caseira que faz seu cabelo crescer bem mais que o normal? Pois é isso que promete a indiana Prachi (nome por trás do canal 'Super Wow Style', com mais de 830 mil inscritos no YouTube). Segundo o relato dela, a receita - feita com ingredientes naturais! - deixa as madeixas crescerem de 30% a 40% mais rápido.

Prachi e seu cabelão: receitinha caseira
(Foto: Reprodução/Instagram)

Prachi é tão confiante na sua mistura que lançou até um desafio: pediu que as seguidoras fizessem a receita e respondessem se deu certo. E os resultados foram positivos!

A indiana diz que a receita é de família. Para fazê-la, você precisará de óleo de coco, óleo de rícino, vitamina E, folhas de aloe vera (nossa babosa) e duas tigelas (uma grande e uma pequena).

Corte as folhas de aloe vera e depois as esmague com um garfo, até formar um gel. Esfregue a folha no couro cabeludo e massageie o gel na raiz do cabelo. Em uma tigela pequena, coloque uma colher de sopa de óleo de rícino, duas de óleo de coco e a cápsula de vitamina E. Extraia o óleo e, na tigela maior, misture com água quente. Não coloque o óleo diretamente no fogo ou no microondas, pois pode pegar fogo. É preciso esquentar a água antes.

Cadastre seu e-mail e receba novidades de gastronomia, turismo, moda, beleza, tecnologia, bem-estar, pets, decoração e as melhores coisas de Salvador e da Bahia:

Após cinco minutos, aplique a mistura no couro cabeludo usando as pontas dos dedos. Deite-se em um sofá e massageie suavemente a cabeça por três minutos. “Isso é muito importante para aumentar a circulação sanguínea, o que facilita o crescimento dos fios”, fala Prachi. Depois, faça uma trança apertada no seu cabelo e durma.

A receita da indiana inclui óleo de coco e folhas de aloe vera
(Foto: Reprodução/Instagram)

No dia seguinte, é só lavar. De acordo com a youtuber, é possível perceber a diferença no comprimento muito em breve.

Ela não explicou a frequência com que o tratamento deve ser feito. Mas, nos comentários, muita gente comentou positivamente. “Eu tentei esse método exatamente como ela explicou e funcionou” contou uma. “Eu fiz duas vezes por semana durante um mês e meu cabelo cresceu de 4 a 5 dedos em cerca de três meses“, falou outra. “Eu usei esses produtos e funciona como mágica”, garantiu uma terceira.

Olhar profissional
A receita da indiana pode até estar funcionando, mas o cabelereiro Alberto Alves conta que o tratamento milagroso que está fazendo os cabelos das indianas crescerem tanto não é nada além de um bom cuidado com os fios. "Esses ingredientes, oléo de coco, de rícino, babosa são altamente usados há bastante tempo por nossas mães, avós...", comenta o profissional. "Inclusive fazem parte de inúmeros produtos de beleza", complementa.

Alberto diz que os cabelos funcionam como as unhas e os dentes. "A nutrição dele vem de dentro para fora", aponta. Sendo assim, não é exatamente o uso de algo externo que pode ajudar tanto no crescimento quanto na beleza dos fios. No entanto, Alberto lembra que o cuidado com os cabelos é a melhor forma de deixá-los plenos. 

"Boa assepsia, contar com a ajuda de bons profissionais, tanto cabelereiro quanto dermatologista, evitar usar água com muito cloro, tudo isso ajuda", conta Alberto. Ele ainda indica que, caso a água seja muito rica em cloro, vale a pena ferver antes de usar na lavagem. 

Siga o Bazar nas redes sociais e saiba das novidades de gastronomia, turismo, moda, beleza, decoração e pets:


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas