Os bastidores do baile de debutante de Ivete Sangalo no Festival de Verão

entretenimento
21.11.2020, 05:28:00
Atualizado: 21.11.2020, 08:15:36
(Divulgação)

Os bastidores do baile de debutante de Ivete Sangalo no Festival de Verão

Tudo sobre a valsa que Ivete dançou com seus 15 príncipes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Única artista a participar de todas as edições do Festival de Verão (produzido pela Rede Bahia), desde os tempos da Banda Eva, até quando partiu para a carreira solo, a cantora Ivete Sangalo resolveu surpreender na edição comemorativa dos 15 anos do evento em 2013. Para isso ela resolveu fazer um Baile de Debutantes e convidar 15 artistas para dançar a valsa com ela. Quando a notícia foi divulgada, causou um rebuliço na imprensa que repercutiu em toda a cidade. E no dia anunciado, 18 de janeiro Ivete subiu ao palco e começou a receber seus convidados. Todos entraram em cena mascarados e vestido de black-tie.

Gilberto Gil foi o escolhido por Ivete para representar o papel de pai. Por ser o mais velho entre os convidados e ter uma relação muito boa com Ivete que além de o admirar como artista tornou-se seu amigo. Aí começou a festa que emocionou não só a cantora e seus convidados como a todo o publico que lotou o Parque de Exposições e não escondia a emoção de presenciar tal acontecimento. Até hoje lembrado como um dos mais belos momentos da história do Festival de Verão.

Durante a apresentação, Ivete fez um desabafo emocionado para o publico que foi publicado em todos os jornais e revistas: Nesses 15 anos de Festival de Verão tenho que dizer a vocês e a todas as pessoas que torcem por mim o meu muitíssimo obrigado por me tornar uma pessoa popular da música. O que fazemos é imaginar a melhor forma de levar vocês a um mundo lúdico com a música”. Depois de receber os aplausos, Ivete prosseguiu com o Baile.

Além de Gilberto Gil, dançaram com ela: Carlinhos Brown, Saulo, Durval Lelys, Xanddy, Ninha, Alexandre Peixe, Tatau, Jau, Netinho, Leo Cavalcanti, Ricardo Chaves, Denny, Compadre Washington e Armandinho Macedo. Em comum, todos amigos e admiradores da artista que também tem uma enorme consideração por eles.

"Eu falei que iria fazer uma festa de família. Me perguntaram quem seria o galã que dançaria comigo e eu disse que começaria dançando com meu pai e depois com meus amigos", disse Ivete, referindo-se ao "pai" Gilberto Gil. Em seguida, ela reuniu seus "príncipes" e cantam a música We are Carnaval que se transformou num dos hinos da folia baiana. Depois do baile ela fez o show normal cantando seus grandes sucessos.

Pensam que a festa acabou no palco¿ Em seguida ela foi encontrar com a imprensa na sala que levou seu nome neste ano, ganhou um bolo e cantou com os com jornalistas o 'parabéns a você'. Nesse momento ela aproveitou e lembrou que nunca teve a oportunidade de ter um baile de debutante. "Meu pai disse para escolher entre uma prancha ou a festa. Escolhi a prancha e me machuquei na perna, meu pai ficou indignado. Aí abri mão dos meus 15 anos. Mas comemorei hoje aqui", disse ela.

Os "principes" de Ivete Sangalo nos bastidores do Festival de Verão ( Arquivo de Ricardo Chaves)

Sete anos depois, dois “príncipes” que dançaram a valsa relembra em conversa com o Bau do marrom aquele momento. O primeiro foi o cantor, compositor Ricardo Chaves que tem guardada na memória aquele, que foi para ele um momento muito especial:

“Eu recebi um telefonema de Dito, o produtor dela dizendo que ela havia me escolhido para ser um dos dançarinos com ela no momento que ela ia fazer uma valsa. Eu dei muita risada na hora, mas claro que aceitei. Ele explicou como tudo seria realizado. A festa já começou desde antes. Eles escolheram um lugar para a gente ir pegar a roupa e eu encontrei muita gente. Quando chegou no dia do show já nos bastidores era uma festa uma farra. Primeiro na chegada de todo mundo. Depois todo mundo vestido a caráter. Era estranho porque a gente não estava acostumado a se ver vestido daquela maneira. Só Ivete conseguia fazer aquilo. Na hora do show se completou a energia”. Foi uma noite muito bonita”.

 

O outro foi Compadre Washington, assim como Ivete, torcedor do Esporte Clube Vitória. Ele também recorda aquela noite para ele também inesquecível:

“Foi maravilhoso ter recebido o convite de minha amiga, fazer parte daquela festa de seus 15 anos de Festival. Dançar com Ivete é sensacional. Obrigado a ela pela moral em me convidar para fazer parte dessa festa. No camarim já foi a maior brincadeira um gozando com a cara do outro. Espero que nos 30 anos me chame de novo para dançar com ela”. E arrematou com uma de suas marcas registrada: “tchu tchu pa”.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas