Assassino confesso de grávida será indiciado por feminicídio

bahia
18.12.2017, 19:53:00
Atualizado: 18.12.2017, 19:58:19

Assassino confesso de grávida será indiciado por feminicídio

Daiane Mota estava grávida havia nove meses, esperando pelo segundo filho

Adílson Prado Lima Júnior, 25 anos, será indiciado pelo feminicídio da companheira Daiane Reis Mota, 25, encontrada morta na localidade de Barra do Vento, na cidade de Serrinha, no Nordeste do estado. Ele foi preso depois de cair em contradição durante o depoimento e confessar o crime. A vítima estava grávida de nove meses e saiu de casa na tarde de sábado (16). O corpo foi localizado em um matagal no dia seguinte.

Tudo aconteceu na tarde de sábado. Segundo o pai da vítima, o comerciante Rubens Mota, 54, ela saiu de casa junto com Adílson para fazer compras do enxoval do bebê. Ele usou o carro do sogro para sair com a esposa, por volta das 13h, e ligou algumas horas depois informando do desaparecimento dele.

Adaílson confessou o crime (Foto: divulgação/ PC)

Depois de cometer o crime, o assassino confesso procurou a Delegacia para denunciar o desaparecimento da mulher. O pai da vítima contou que Adílson não deu sinais de que cometeria o crime e que acreditou na inocência dele até a confissão ser realizada.

Os policiais encontraram um projétil de revólver calibre ponto 32 ao lado do corpo de Daiane, mas a arma usada no crime não foi localizada. Adílson disse para a polícia que jogou a arma em num matagal. Ele foi autuado em flagrante por feminicídio, e ficará custodiado na carceragem da Coorpin de Serrinha, à disposição da Justiça.