TURISMO CARNAVALESCO

De um ponto a outro do mapa: país inteiro se rende a folia de Salvador

A capital baiana tem expectativa de receber cerca de 816 mil turistas durante a festa

  • M
  • Y
  • Millena Marques

  • Yasmin Oliveira

Publicado em 14 de fevereiro de 2024 às 07:00

Turistas de todos os lugares do Brasil escolheram Salvador para ser o seu destino carnavalesco
Turistas de todos os lugares do Brasil escolheram Salvador para ser o seu destino carnavalesco Crédito: Yasmin Oliveira/CORREIO

“O mundo desembarca em Salvador”, diz a canção Saudade, da cantora Cláudia Leitte. E a verdade não está muito longe desse verso. Ao menos é o que estima a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). A projeção inicial seria de 816 mil turistas na capital para o Carnaval deste ano. Os dados oficiais ainda estão sendo computados e de acordo com a pasta, deverão ser divulgados nos próximos dias. Mas, pelo tanto de gente que se viu nas ruas nesses dias festivos, é quase certo que a estimativa foi cumprida.

Gente como o empresário Marcos Lopes, que há 18 anos sai de João Pessoa (PB) e vem para cá, para aproveitar a maior festa de rua do planeta. “Minha energia e meu coração são totalmente baianos. Adoro essa energia do axé, do pagodão e dos blocos afro, tanto que terça-feira [ontem] estarei saindo no [afoxé Filhos de] Gandhy”, contou o homem de 49 anos que trouxe a esposa para curtir a festa ao seu lado.

Ainda dentro da estimativa da Saltur, 391.199 turistas (50,2%) seriam do interior da Bahia; 388.081 (49,8%) seriam de visitantes de outros estados, com destaque para São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Minas Gerais e Ceará; e 36.720 (4,5%) seriam de estrangeiros oriundos, principalmente de Argentina, Estados Unidos, Portugal, Paraguai, França e Espanha.

O terapeuta Danilo Mesquita, de Roraima, veio pela quarta vez seguir o trio de Ivete Sangalo no Carnaval e convenceu o amigo e policial Carlos Castro a visitar a cidade pela primeira vez. “Tá sendo incrível, eu sempre gostei de Salvador e começamos a nos planejar há um mês, mas ano que vem estarei aqui de novo”.

Em 2023, Danilo escolheu Belo Horizonte (MG) e este ano preferiu voltar para a capital baiana. “Essa cidade é diferente, o melhor Carnaval do mundo é aqui porque a energia e a galera são muito boas”, explicou o terapeuta.

Estreando no Carnaval de Salvador, a assistente social piauiense Raíssa Ribeiro, 36, escolheu a cidade por sentir que seu sangue é baiano. “No Carnaval, é a minha primeira vez, mas eu vim para os ensaios de Xanddy e a energia é totalmente diferente, muito melhor”.

Já o recifense Abelnildo Ferreira e sua esposa Thayane de Fátima escolheram Salvador na frente do Carnaval de Olinda, sua cidade natal, para conhecer a festa pela primeira vez. Eles planejaram a viagem há dois anos. “Desculpa Recife, desculpa Olinda, mas pra mim o melhor é o Carnaval de Salvador. É um sonho que estou realizando depois de 17 anos. Nunca venho para o Carnaval, mas meu amor por Ivete começou com 11 anos de idade e eu precisava vir”, relatou o técnico de farmácia.

Vindo diretamente do Rio Grande do Sul, o professor Henrique Dantas quis experimentar toda aquela animação que assistia pela TV. "Salvador é algo diferente, não consigo descrever a energia que sinto desse lugar e precisei vir para conhecer o Carnaval. Só quando cheguei que consegui entender o quão viciante é essa festa, com certeza devo voltar no ano que vem", enfatizou o professor.

Não é só o Brasil que se junta em Salvador, mas também turistas de fora do país, como a israelense Millie, que pegou um avião em Jerusalém e escolheu Salvador como o seu destino para curtir a folia. Em sua primeira vez no Carnaval, ela escolheu o bloco Coruja de Ivete Sangalo para aproveitar ao máximo. “Claro que vou voltar, a energia de Salvador é maravilhosa e as pessoas também”, afirmou a turista.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

O Correio Folia tem o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador