Festivais gastronômicos são opções de lazer para o fim de semana

Programações acontecem nos dias 25 e 26 no Passeio Público e na Feira de São Joaquim

  • Foto do(a) author(a) Mari Leal
  • Mari Leal

Publicado em 25 de agosto de 2023 às 06:00

Sabores da cozinha baiana e nordestina são destaques em festivais gastronômicos
Sabores da cozinha baiana e nordestina são destaques em festivais gastronômicos Crédito: Divulgação

O soteropolitano “raiz”, aquele “inimigo do fim”, sabe que, depois de uma noite de farra, a feijoada na Feira de São Joaquim é um bom lugar para reabastecer o corpo. Tem também aqueles que reservam ao almoço de domingo uma saidinha com a família ou amigos para colocar o papo em dia. Esses são apenas alguns exemplos comuns, mas que apontam para a centralidade da comida nas relações e afetos.

Mais que resolver a necessidade fisiológica de nutrir o corpo, comer – e preparar o alimento - movimenta hábitos e história de um povo e de um lugar. Do preparo a apreciação, a comida é cultura. Neste fim de semana, quem estiver em Salvador e desejar ampliar o leque de sabores e experiências tem duas boas opções: o Festival Tempero Bahia, que tem programação intensa sábado e domingo (26 e 27) no Passeio Público, no Largo dos Aflitos; e o 4º Festival Gastronômico da Feira de São Joaquim, no bairro Calçada. Ambos começam às 11h.

Enquanto a primeira opção desloca e reúne em um mesmo local a cozinha de restaurantes como o Boteco Português e o Solar Rio Vermelho, além de chefs como Ana Célia, do Zanzibar, Tereza Paim , da Casa de Tereza e a veterana Elíbia Portela, a segunda abre as portas do já tradicional espaço cultural da cidade e oferece um menu grátis para degustação de 13 pratos de restaurantes distintos localizados na Feira.

“Eu faço uma coisa que é dentro da minha vida desde criança. A religião e a comida sempre foram muito próximas. Na realidade, por conta da cultura do preto, a gente tem na base da comida o inhame, a batata, o aipim, uma comida misturada África com Nordeste. É mais do que matar a fome. É o prazer de cozinhar o que eu via quando era criança e hoje transformar para vender. É muito bacana porque na minha época não existiam esses grandes restaurantes, essa evolução da comida”, diz Ana Célia, aos 74 anos.

Ana Célia é uma das convidadas da Cozinha Show do Tempero Bahia, que vai reservar momentos especiais para quem for ao local. Reunindo chefs nordestinos convidados e locais, cada dia da programação, os chefs trarão à mesa, com degustação, um prato diferente, seguido de explicações sobre ingredientes, histórias de vida, apresentação de receitas, técnicas, teorias e práticas. A maratona de aulas é gratuita, mediante inscrições pela plataforma Sympla.

Atrações musicais

Além das opções gastronômicas, os festivais também oferecem opções musicais, exposições e afins. No Passeio Público, a programação musical conta com show de Jau e DJ Ana Blohen (sábado), Better Together e Autorais, com Jorge Zarath, Tonho Matéria e Tenison Delrey (domingo) (programação completa em temperooficial.com.br). Já na Feira de São Joaquim, a grade musical tem Bambeia, Swing do Fora, Gal do Beco, CBX Samba Club e Samba Trator. Todos no domingo a partir das 13h30 (programação detalhada em @festsj).

“Eu não tenho dúvida que a Feira de São Joaquim tem uma das culinárias mais ricas de Salvador. A gente tem tentado mostrar o quanto temos também grandes chefs, criados dentro da cozinha, cada um praticando da sua forma artesanal. A Feira é um espaço que foi reformado, ganhou vários restaurantes, tem vista para a Baía de Todos-os-Santos, mas continua esquecido dos festivais gastronômicos da cidade. E por isso há quatro anos decidimos criar o nosso próprio festival”, conta Nilton Ávila, conhecido como Gago da Feira, membro do Instituto Feira de São Joaquim, um dos realizadores da proposta.

Confira os restaurantes e os pratos disponíveis nos respectivos festivais:

Festival Tempero Bahia

Casa de Tereza – maniçoba; sarapatel; bolinho de feijoada

Solar Rio Vermelho – feijoada de frutos do mar; camarões grelhados ao molho de jabuticaba com purê de mandioquinha; quiche de alho poró com queijo gouda; crepes salgados e doces

Boteco Português – bacalhau à Gomes Sá; camarão à Brás; bolinho de bacalhau; rissois negro de cabrito; rossois de leitão, croquete de alheira; pastel de nata; travesseiro de sintra; baba de camelo

Boteco do Piri – sarapatel de frutos do mar;farofa de bode do sol com vinagrete de feijão verde; caldo de pitu; cocada de coco com rapadura do serrado e especiarias

Da Vila – risoto de cogumelhos; salpicão de tofu defumado e de frango;bolinho do mar; wrap de frango e marguerita, brownie; açaí tradicional, kombuchas

Confeitaria Thiago Sá – bolos de pote; slace cake;brownie; croissant tradicional; macarons, brigadeiros, café expresso

Pastel Bartô – pastéis; batata frita

Festival Gastronômico da Feira de São Joaquim

Bar e Restaurante São Jorge - escondidinho de carne de fumeiro

Restaurante de Jacó - carneiro com pirão

Recanto do Bené - sarapatel

Sílvia Bar - dobradinha

Toca do Teiú - churrasco à moda da casa

Jânio Bar - assado misto ao molho madeira

Bar e Restaurante da Cigana - moqueca de camarão à moda da casa

Restaurante Cheiro e Sabor da Sônia - peixe frito e salada especial da casa

Restaurante Tempero de Mãe - costelinha com pirão de leite

Bar e Restaurante Tia Jane - moqueca de fato com ovo de codorna

Bar e Restaurante do Edy - feijoada da casa

Cantinho da Dadá - rabada com pirão

Restaurante Mar e Sol - arrumadinho de camarão