Vila Lacre estreia hoje (6) no MAB com espetáculo do Coletivo das Liliths

Mostra do Teatro Vila Velha segue até domingo (10) com roda de conversa, performances e oficinas

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 6 de março de 2024 às 06:00

Performance Tibiras do Coletivo Liliths
Performance Tibiras do Coletivo Liliths Crédito: divulgação

De hoje (6) até domingo (10), acontece no Museu de Arte da Bahia (MAB) o Vila Lacre: Mostra LGBTQIAPN+ do Teatro Vila Velha, reunindo uma série de encontros para troca de conhecimento entre artistas locais e internacionais.

O evento começa com uma roda de conversa gratuita entre coletivos e artistas do movimento LGBTQIAPN+ residentes em Salvador e a companhia portuguesa ArDemente, que participa ainda no domingo de oficina gratuita de criação teatral, conduzida pelos atores-criadores Gabriel Gomes e Roberto Terra. A dupla pretende explorar o processo de criação de uma cena teatral, passando por algumas das suas fases mais importantes: a escrita, a oralidade e a implementação da cena.

A companhia apresenta também nos dias 14 e 15 de março, no Espaço Cultural da Barroquinha, o espetáculo O Navio Night, da obra homônima da escritora, dramaturga e cineasta francesa Marguerite Duras (1914 - 1996). A montagem reúne cinco intérpretes que embarcam em uma história sobre linguagem e imagens, sobre escuridão e sobre desejo. Os ingressos podem ser adquiridos através do Sympla e na bilheteria do espaço, com valores de R$ 30 | R$ 15.

Participam ainda do Festival Tiago Romero com a performance Amo (quinta, 19h); Maria Tuti Luisão com a performance Close (quinta, 19h); Coletivo das Liliths com o espetáculo Tibiras (sexta, 19h), e Leitura Cênica Riso Sacana de Canto de Boca (sábado, 19h).

Além da óbvia troca de contatos, o Vila Lacre tem como proposta a criação de uma rede de contato entre os participantes, levando em consideração a construção de suas subjetividades e poéticas.