3 dicas para envolver as crianças nas tarefas domésticas

Especialista explica que cultivar o hábito de manter o ambiente arrumado contribui para a autonomia desde a infância

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 25 de março de 2024 às 14:25

Imagem Edicase Brasil
Incluir as crianças na organização doméstica pode favorecer o desenvolvimento de habilidades essenciais (Imagem: Yuganov Konstantin | Shutterstock) Crédito:

Para os pais que têm crianças, manter a casa em ordem pode representar um verdadeiro desafio. Por outro lado, os pequenos têm uma incrível capacidade de absorver ensinamentos com facilidade. Por isso, envolvê-los na organização do lar pode ajudar no desenvolvimento de habilidades fundamentais, como responsabilidade, autoconfiança e autonomia.

Segundo Vanessa Panisson, coordenadora da Educação Infantil e Anos Iniciais do Colégio Positivo — Joinville, a partir de dois a três anos, as crianças começam a compreender a necessidade de organizar e guardar os brinquedos após brincar, e elas podem fazer isso sozinhas.

“Pode-se começar criando rotinas em casa, estabelecendo horários e afazeres que estejam dentro das competências de cada faixa etária da criança, como arrumar a cama, organizar os próprios brinquedos, alimentar o animal de estimação e até lavar a louça do café, aumentando, de forma tranquila, as responsabilidades dela no lar, conforme vai crescendo”, sugere Vanessa Panisson.

Incentivando a criança a ajudar nas tarefas

De acordo com a especialista, para instigar o hábito de realizar tarefas domésticas, é importante conceder autonomia à criança. Por exemplo, permitir que ela decida onde guardar os brinquedos de forma organizada, de modo que se sinta parte ativa daquele espaço.

“Dessa forma, criará na criança a responsabilidade pela organização do próprio quarto, sem muito esforço. Afinal, foi ela mesma quem escolheu onde guardar os objetos naquele espaço”, afirma. Além disso, segundo ela, é muito importante também elogiar a criança a cada acerto e tarefa cumprida. “Essa será uma recompensa gratificante, além de um grande incentivo para que realize cada dia mais atividades”, ressalta Vanessa Panisson.

Envolvendo as crianças nas tarefas domésticas

Veja, a seguir, 3 dicas da especialista para tornar a organização doméstica uma jornada de aprendizado para as crianças.

1. Liberdade com supervisão 

Sabe-se que muitos pais se preocupam com a segurança dos filhos com relação aos afazeres domésticos. No entanto, a especialista assegura que, se realizados de maneira equilibrada e com tarefas adequadas para cada faixa etária, não há problema. “Escolha aquelas que não ofereçam riscos. Mas, acima de tudo, auxilie, acompanhe e faça junto; assim, os pequenos poderão aprender mais rápido”, explica Vanessa Panisson.

Ela explica que se, por acaso, a criança não completar a tarefa 100%, também é importante elogiar o que foi feito e não desestimular. Caso ela sinta medo de cumprir uma determinada tarefa, Vanessa orienta a não pressionar, mas deixar progredir aos poucos, até se sentir segura. “Assim, ela vai se desenvolvendo e aprendendo também a trabalhar de forma cooperativa”, afirma a coordenadora da Educação Infantil e Anos Iniciais do Colégio Positivo.

No caso dos pré-adolescentes e adolescentes, é comum que possam sentir preguiça ou rejeitar qualquer tipo de auxílio em casa. Porém, mesmo nessas situações, a especialista enfatiza a importância de destacar que um dia eles também serão adultos e precisarão manter a organização, seja em ambientes profissionais ou pessoais. “Sem contar que também poderão transmitir esses princípios para seus filhos no futuro, caso se tornem pais”, afirma a especialista.

Imagem Edicase Brasil
Facilite a rotina das crianças com lembretes visuais (Imagem: New Africa | Shutterstock) Crédito:

2. Crie uma lista de tarefas diárias

As crianças, muitas vezes, esquecem o que devem fazer diariamente . Por isso, lembrá-las por meio de um quadro ou deixar anotado em um papel na porta da geladeira, onde possam ver a rotina, tende a facilitar a vida. Caso o pequeno ainda não saiba ler, é importante que os pais reforcem as tarefas diariamente, até que se tornem um hábito.

3. Separe as tarefas por idade

Aumente as responsabilidades gradualmente à medida que se tornem rotina, passando para outras. Confira algumas dicas da especialista:

De 2 a 4 anos

Podem guardar os brinquedos e aprender a colocar a roupa suja no local correto após o banho ou passeio. Também é importante aprenderem onde ficam seus brinquedos e pertences pessoais, como roupas, calçados e materiais escolares.

De 5 a 7 anos

Devem saber organizar o material escolar e aprender onde o guardar ao chegar da escola. Também podem aprender a dobrar as próprias roupas.

De 8 a 10 anos

Podem arrumar a mesa, a cama , guardar suas roupas no guarda-roupa, ajudar nas compras de supermercados e tirar o pó dos móveis com um pano úmido.

A partir dos 10 anos

É recomendável que os pré-adolescentes realizem tarefas semelhantes às dos adultos em casa, com cuidado especial na manipulação de produtos de limpeza e objetos cortantes. Lavar a louça, colocar roupas na máquina de lavar, preparar lanches simples, fazer a lista de compras do supermercado e da feira e organizar as compras são atividades que eles podem desempenhar com facilidade.

Por Bruna Zembuski