Veja os riscos de usar aparelho ortodôntico como acessório

Cirurgião-dentista explica como o uso desses itens sem acompanhamento profissional pode prejudicar a saúde bucal

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 25 de março de 2024 às 19:25

Imagem Edicase Brasil
O uso do aparelho, sem recomendação do dentista, pode prejudicar os dentes (Imagem: Anton Zabielskyi | Shutterstock) Crédito:

Não é novidade que uma das características da juventude é a busca por um visual diferente. Nessa fase, os jovens têm uma necessidade de aceitação, de se sentir pertencente a algum grupo e até mesmo de se diferenciar e se destacar dos demais.

Por conta disso, muitos optam pelo uso de “aparelhos falsos” ou “aparelhos de enfeite”, assim denominados popularmente por evidenciarem o uso irregular desse item. Porém, é preciso destacar os riscos que seu uso pode causar à saúde bucal. 

Peças sem certificação e qualidade

Itens como os braquetes (peças metálicas coladas sobre os dentes), os fios metálicos e as borrachinhas coloridas vendidos de forma irregular têm procedência duvidosa. A comercialização ilegal pode acontecer de diversas formas, desde a venda desses produtos pela internet com acesso facilitado até a venda no comércio de rua e em feiras livres. 

Claramente, são produtos sem certificação e com qualidade não comprovada. Além disso, em muitas situações, a instalação dessas peças é feita por pessoas sem o menor conhecimento e autorização para realizar o procedimento, sendo o dentista o profissional habilitado para isso. 

Riscos para a saúde bucal

Fatores como uso de materiais inadequados, aplicação de forças sem restrições, gerando sequelas nos dentes e suas estruturas, e falta de acompanhamento de um profissional podem trazer diversos riscos à saúde bucal de jovens. O risco de lesões de cárie, doenças na gengiva e mau hálito são evidentes, principalmente pelo fato de não ter a supervisão de um dentista.

Ainda, esses itens podem gerar lesões em tecidos moles da cavidade bucal, como lábios, bochechas e língua. Outro risco comum no uso de aparelhos de enfeite diz respeito às forças e movimentações inadequadas que são capazes de gerar no dente e no osso de suporte dentário, acarretando movimentações descontroladas. Isso pode provocar reabsorção óssea ao redor dos dentes, reabsorção das raízes, mobilidade, além de levar os dentes para fora do osso e à possível perda destes.

Imagem Edicase Brasil
Produtos odontológicos não devem ser comprados sem recomendação de um especialista (Imagem: Krakenimages.com | Shutterstock) Crédito:

Cuidados importantes com esses aparelhos

Alguns cuidados ajudam a evitar a população de cair em ciladas como essa. O primeiro passo é sempre buscar ajuda de um profissional da área, habilitado no assunto, para poder realizar um bom diagnóstico e indicação correta de tratamento. Outro passo é estar atento à comercialização irregular de tais produtos. O paciente não tem acesso direto e irrestrito a produtos odontológicos, o que deve gerar um sinal de alerta ao presenciar sua comercialização.

É importante, ainda, que nenhum procedimento seja realizado pelo próprio jovem em casa e que os pais e responsáveis fiquem atentos a esse comportamento. É necessário que alertas como esse e o conhecimento dos malefícios causados sejam compartilhados, para que mais pessoas compreendam os riscos e a necessidade de um profissional acompanhando todo o processo. Dessa forma, podemos proporcionar uma juventude mais saudável, com menos riscos à saúde e mais orientações.

Por Ricardo Lisboa Cayres

C irurgião-dentista especialista em ortodontia e professor do curso de Odontologia da Unime Lauro de Freitas .